Follow by Email

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Exibição do documentário Sobreiro – “Quero-me aqui" , 29 de outubro, na Maia

CONVITE
Exibição do documentário Sobreiro – “Quero-me aqui"
Dia 29 de outubro, na Maia

"No âmbito do Projeto MAI BAIRRO – Bairro ACT, a EAPN Portugal tem desenvolvido um conjunto de iniciativas no Bairro do Sobreiro, no concelho da Maia, com o objetivo de ativar a participação de todos os atores no combate à pobreza e exclusão social e de promover ações com impacto real na vida das pessoas.

Neste sentido, a EAPN Portugal, em estreita colaboração com o Ministério da Administração Interna tem o prazer de convidar todos os interessados a assistir à exibição do documentário: Sobreiro – “Quero-me aqui.”, no próximo dia 29 de outubro, no auditório de cinema Venepor, na Maia.

Poderá visitar ainda uma exposição fotográfica que retrata as atividades do clube sénior e dos jovens do bairro, em estreita colaboração com o Centro Comunitário Vermoim Sobreiro.
Sessão: 15h | Entrada Livre

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Guarda



TERAPIA DO RISO – Uma ferramenta na promoção da saúde e do bem-estar

A terapia do riso produz efeitos benéficos ao nível físico, psicológico e social, comprovados em vários estudos científicos. Estes benefícios alcançam-se através de exercícios de riso e de técnicas de relaxamento. Esta formação irá permitir conhecer a melhor forma de aplicar esta ferramenta juntos dos diferentes públicos. Porque rir é um assunto sério, venha aprender com as experientes terapeutas do riso Hermínia e Maria!


CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1.      O que é a Terapia do Riso
2.      As bases e os benefícios desta ferramenta
3.      O Riso e o Humor como ferramentas – quando e como aplicar
4.      Desenvolvimento de uma Sessão de Terapia do Riso



OBJETIVO GERAL // OBJETIVOS ESPECÍFICOS
·         Enquadrar a temática do riso;
·         Explorar as bases neuropsicológicas do riso;
·         Compreender os benefícios biopsicossociais do riso;
·         Promover a utilização adequada do humor e das sessões de terapia do riso;
·         Refletir sobre os diferentes contextos e públicos em que se pode aplicar a terapia do riso;
·         Identificar a estrutura de uma sessão de terapia do riso;
·         Experienciar exercícios de riso;
·         Demonstrar competências de participação numa sessão de riso grupal;
·         Experienciar os benefícios promovidos pelo riso.
METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
Metodologia ativa e colaborativa, de exposição e interação.
Avaliação através do nível de envolvimento e participação; Recolha de feedbacks e testemunhos.

DIA 27 de outubro de 2018
HORÁRIO 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00
DURAÇÃO 6 horas
LOCAL Instalações do Núcleo Distrital da Guarda | Guarda
INSCRIÇÃO Associados da EAPN Portugal: 15€ // Não Associados: 25€
PÚBLICO-ALVO Técnicos, Dirigentes e colaboradores de organizações com respostas sociais; Membros de equipa de projetos de intervenção social; Técnicos com intervenção direta com grupos sociais vulneráveis; Educadores e professores; Estudantes e investigadores da área social.
ÁREA DE FORMAÇÃO 090 – Desenvolvimento Pessoal
MODALIDADE DE FORMAÇÃO Formação contínua de atualização
FORMA DE ORGANIZAÇÃO Formação presencial
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração da ação e aproveitamento no final da formação.
FORMADORAS
Maria Hermínia Barbosa | Terapeuta do Riso, Enfermeira Especialista em Enfermagem Comunitária, Mestre em Comunicação em Saúde, Docente na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico da Guarda
Maria Miguel Barbosa | Terapeuta do Riso, Mestre em Psicologia Clinica e da Saúde, Pós-graduada em Neuropsicologia Clínica, Coach de Desenvolvimento Pessoal.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Ficha de Inscrição em anexo // A Ficha de Inscrição pode ser fotocopiada

Após confirmação da sua inscrição, o pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária, numerário ou cheque (à ordem de EAPN – Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal, Associação).

As inscrições são limitadas a 25 participantes e devem ser realizadas até ao próximo dia 26 de outubro para:
EAPN Portugal / Núcleo Distrital da Guarda
Rua Dr. Francisco dos Prazeres, N.º 3, 2º Esq. | 6300-690 Guarda
Tlf: 271 227 506

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

ACONTECEU NO NÚCLEO DISTRITAL DE VISEU



O Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal realizou no dia 18 de outubro, no centro comercial Palácio do Gelo, em Viseu, uma ação de sensibilização com o objetivo de aumentar o conhecimento da sociedade civil sobre os temas da pobreza e exclusão social. A ação consistiu num jogo de afirmações verdadeiro/falso sobre pobreza e exclusão social, onde se desafiaram as mais diversas pessoas que circularam no local e se mostraram disponíveis para participar. No final, ofereceu-se um brinde simbólico e um desdobrável com mais informações sobre o tema. O desafio foi experimentado por mais de 400 pessoas durante o dia 18 de outubro e contou com o contributo fundamental dos membros do Conselho Local de Cidadãos de Viseu, assim como, de 6 instituições associadas e parceiras da EAPN Portugal (Fundação Mariana Seixas, Associação de Solidariedade Social da Freguesia de Abraveses, Cáritas Diocesana de Viseu, Cooperativa Vários, Artenave e Adamastor).

+ info:
Tiago Caio
Técnico do Núcleo Distrital de Viseu
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
Rua Dr. César Anjo, Lote 2 R/ch F
3510-009 Viseu
Tel: 232 468 472

Exposição fotográfica “Entre Gerações” patente ao público, Castelo Branco



A exposição fotográfica “Entre Gerações” está patente durante o mês de outubro, no horário de funcionamento do Instituto Português de Desporto e Juventude (IPDJ) e esta será a última ronda da exposição inserida no Programa de Ocupação de Tempos Livres promovido pelo IPDJ, em Castelo Branco.

Conta com a participação de pessoas idosas, crianças e com e os elementos do Conselho Local de Cidadãos do distrito de Castelo Branco.  

O objetivo central passa por alertar para a existência de estereótipos ao nível da juventude e do envelhecimento; contribuir para a sua desmistificação e os testemunhos na primeira pessoa.

+ info:
Ana Rita Antunes 
Estagiária 
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti - Pobreza
Núcleo Distrital de Castelo Branco
castelobranco@eapn.pt
Biblioteca Municipal de Castelo Branco  - 2º Andar
Campo Mártires da Patria (antigo Quartel da Devesa)
6000 - 000 Castelo Branco
Tel. 272 328 333 Fax. 272 328 334 Tlm.965 918 476

ACONTECEU NO NÚCLEO DISTRITAL DE VILA REAL


"No passado dia 15 de outubro realizou-se em Vila Real, no Régia Douro Park, o workshop formativo "Como mobilizar as empresas para projetos sociais?". No âmbito das comemorações distritais do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, a EAPN Portugal / Núcleo Distrital de Vila Real, numa ampla parceria com o GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, com destaque para um dos seus membros a empresa Turnaround Social, o projeto CLDS 3G Vila Real (Caritas Diocesana de Vila Real), CLDS 3G Porta D’Ouro de Mesão Frio (Santa Casa da Misericordia de Mesão Frio) e a Rede Social de Mesão Frio, proporcionaram às Organizações do Terceiro Setor, aos Municípios, Empresas, Projetos Sociais; Equipas multidisciplinares de Medidas de Politica Social, Entidades Públicas e Universidades a capacitação destes atores locais de forma gratuita e altamente qualificada. Considerando que o combate à pobreza e exclusão social deve ter como base a capacitação dos todos os atores que intervém no território, criamos esta é a oportunidade para o distrito de Vila Real.

Este workshop teve como objetivos:
1.            Capacitar os diferentes dirigentes associativos e líderes locais na mobilização de recursos, nomeadamente através do relacionamento com empresas;
2.            Facilitar a multiplicidade de financiamentos das associações locais através do apoio das empresas a projetos;
3.            Sensibilizar as associações para a importância dos processos de qualidade.
Contamos com a  participação de 32 participantes dos concelhos de Vila Real, Chaves, Alijó, Peso da Régua, Sabrosa, Mesão Frio, Vila Pouca de Aguiar e Santa Marta de Penaguião. "

Catarina Oliveira
Socióloga Núcleo Distrital de Vila Real 


 + info:
Catarina Oliveira
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti – Pobreza Técnica do Núcleo Distrital de Vila Real vilareal@eapn.pt Rua Dr. Francisco Sales da Costa Lobo, lote 5, -1 rc/esquerdo 3 B
5000-260 Vila Real
T: +00351 259322579 F: +00351 259322001 www.eapn.pt

"Fragilidades do Mercado de Trabalho Local- Desencontros entre a oferta e a procura, geradores de ofertas de emprego disponíveis, desemprego, pobreza e desertificação”, Bragança



CONVITE para debater:

"Fragilidades do Mercado de Trabalho Local- Desencontros entre a oferta e a procura, geradores de ofertas de emprego disponíveis, desemprego, pobreza e desertificação


No âmbito da celebração do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza,  o Núcleo Distrital de Bragança da EAPN Portugal - vem convidar V.Exa.(s) para participar(em) no Debate em formato de Mesa- Redonda "Fragilidades do Mercado de Trabalho Local- Desencontros entre a oferta e a procura, geradores de ofertas de emprego disponíveis, desemprego, pobreza e desertificação”, que se realizará no Auditório Paulo Quintela em Bragança, no próximo dia 29 de outubro  (segunda-feira), a partir das 14:00h.

Tendo em conta o número significativo de pessoas desempregadas e de trabalhadores pobres, o tema de emprego e desemprego é uma questão central para o objetivo da Erradicação da Pobreza e para a construção de uma sociedade mais inclusiva e justa, construída em alicerces de paz social.

A meta de redução da pobreza da Estratégia Europa 2020 da União Europeia está longe de se concretizar. Na Europa, segundo os últimos dados do Eurostat, existiam cerca de 117.5 milhões de pessoas em situação de pobreza e de exclusão social (23.4% do total da população), 9,6% das pessoas empregadas viviam abaixo do limiar da pobreza, correspondendo a mais de 32 milhões de trabalhadores em risco de pobreza. A pobreza no trabalho aumentou 1,3% (ao nível da UE-28 entre 2010 e 2016)  .

Em Portugal existem cerca de 2 milhões de pobres (25.1%).
Ter um emprego, em Portugal, não significa imunidade à pobreza. 1 em cada 10 pessoas que trabalham está em risco de pobreza.
Se não fossem as transferências sociais, 45,4% da população, com os rendimentos do trabalho, viveriam na pobreza.

A taxa de desemprego no distrito de Bragança, segundo os últimos sensos era de 10,1%.
No final de junho de 2018 estavam inscritas no CTEF de Bragança 3 860 pessoas desempregadas.
As instituições e empresas têm postos de trabalho que não conseguem preencher.

Tendo em conta, por um lado, os desencontros/ desfasamentos entre a oferta e a procura de emprego, com impacto significativo na vida das pessoas, no futuro das instituições e empresas, e no desenvolvimento da região; e sendo as questões do trabalho uma questão fundamental para a EAPN Portugal, uma vez que desempenha um papel fundamental nos esforços de redução dos números da pobreza bem como na promoção de um desenvolvimento equitativo, inclusivo e sustentável, consideramos ser importante realizar esta ação, promovendo este debate com diferentes agentes locais com responsabilidade na matéria da formação/ qualificação e na inserção no mercado de trabalho.  



A entrada é livre, sujeita a inscrição prévia e limitada à lotação da sala.

 Muito nos honraria a sua/vossa presença.

Inscrições até ao dia 26 de outubro para

+ info:
Ivone Florêncio
 Núcleo Distrital de Bragança da EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti- Pobreza
Rotunda de Vale D` Álvaro nº 2 R/C Dtº
5300- 274 Bragança
Telef.: 273 332 913  

Dia Municipal da Igualdade - 24 de outubro - Viseu



O Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal está a promover em conjunto com vários parceiros um programa destinado a empresários / representantes de instituições e entidades empregadoras locais, mas com uma componente aberta ao público em geral no âmbito do Dia Municipal da Igualdade (24 de outubro).

A partir das 10h será realizado o ”World Café: Responsabilidade Social das Empresas e Empregabilidade.” Dirigido a representantes de instituições e entidades empregadoras locais e onde serão abordados os seguintes temas: Porquê e como promover competências de empregabilidade em públicos vulneráveis?; A reconversão profissional em diferentes gerações de públicos; Reconhecimento de competências: daquilo que somos àquilo que fazemos; Políticas ativas de emprego: uma resposta à empregabilidade de públicos vulneráveis.

A partir das 14h terá lugar o Colóquio “Empresas Amigas das Famílias: boas práticas de conciliação da vida pessoal, profissional e familiar.” Embora dirigido a empresários e representantes de entidades empregadoras locais, será um evento aberto ao público em geral. Começará com a sessão de abertura à qual se seguirá uma apresentação por parte do GRACE (Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial) sobre políticas e estratégias de âmbito nacional de conciliação da vida pessoal, profissional e familiar. Seguidamente, terá lugar uma mesa-redonda constituída por representantes de entidades empregadoras que se notabilizam pelas boas práticas empresariais na conciliação da vida pessoal, profissional e familiar dos seus colaboradores.

Os dois eventos terão lugar no auditório do Centro de Formação Profissional do IEFP Viseu. Consulte o programa em anexo e poderá efetuar a sua inscrição preenchendo o formulário para o efeito.

+ info:

Tiago Caio
Técnico do Núcleo Distrital de Viseu
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
Rua Dr. César Anjo, Lote 2 R/ch F
3510-009 Viseu
Tel: 232 468 472

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Semana da Igualdade, Igualdade e Desenvolvimento, Figueira da Foz


Exposição “O singular do plural”, que irá decorrer entre 25 de Out. e 12 de Novembro, no Paço de Tavarede, Figueira da Foz.

A inauguração da exposição está inserida nas comemorações da Semana da Igualdade, Igualdade e Desenvolvimento, levada a cabo pelo Município da Figueira da Foz.

 + info:
Susana Lima
Técnica do Núcleo Distrital de Coimbra
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
Avenida Fernão de Magalhães, 676, 2º andar, Sala 3
3000-174 Coimbra
Tel. 00351 239 834 241  Fax. 00351 239 840 796
TLM.: 966 534 245


"Não há combate à pobreza, sem combate às desigualdades", disse Vieira da Silva


X Fórum Nacional de Combate à Pobreza e à Exclusão Social

 Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social abriu, ontem, o  X Fórum Nacional de Combate à Pobreza e  à Exclusão Social, no INATEL da Foz do Arelho,  no dia em que se assinalou o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza. O presidente da EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza, Padre Jardim Moreira  e Francisco Rico, do Conselho Nacional de Cidadãos,  juntaram-se a Vieira da Silva para a abertura da jornada.

Aquele governante abordou de forma clara o tema do Trabalho Digno. Na conferência de abertura, Vieira da Silva deixou algumas mensagens, nomeadamente que atualmente o acesso à informação é fundamental e que os dados estatísticos sobre a pobreza, por exemplo, têm de ser mais atualizados para permitirem, entre outras coisas, ações políticas mais ajustadas à realidade. Disse, ainda, que, depois da crise, e ao contrário do que se esperava foram as pessoas com mais de 45 anos que entraram no mercado de trabalho e fomentaram uma nova dinâmica. Falou, também da importância dos rendimentos mínimos adequados; do salário mínimo mais ajustado e que, em Portugal, apesar de ainda ser baixo tem aumentado; apelou ainda a mais esforço no sentido de diminuir a taxa de pobreza, da necessidade de ação para que a situação dos mais fragilizados seja diminuída...falou do Pilar dos Direitos Sociais; distinguiu diretivas europeias de recomendações europeias e disse que em matéria de trabalho, há uma directiva que obriga as empresas, logo nos primeiros dias de contratação, a fornecerem toda a informação sobre direitos e deveres. "A tendência é que se olhe as pessoas como uma mercadoria e não pode ser". Reforçou a necessidade do trabalho digno e das condições sociais como fundamentais para a participação cidadã de homens e mulheres, na construção de uma sociedade mais coesa e mais igual. "Não há combate à pobreza, sem combate às desigualdades", afirmou Vieira da Silva.

A encerrar o X Fórum Nacional de Combate à Pobreza e à Exclusão Social, estiveram o presidente da EAPN Portugal, Luísa Dantas, da direção da EAPN Portugal e Sandra Araújo, diretora executiva desta organização, que se congratularam com a forma como decorreram os trabalhos e como se assinalaram 10 anos de participação ativa de muitos membros dos Conselhos Locais de Cidadãos, alguns deles presentes há 10 anos, também no Inatel da Foz do Arelho. Houve, aliás, numa das pausas, bolo para festejar a data, marco importante pelo trabalho desenvolvido com as pessoas que vivem ou já vivenciaram situações de pobreza e exclusão social.

Agradecendo a toda a equipa técnica, quer dos Núcleos Distritais, quer da sede, o presidente da EAPN, Padre Jardim Moreira, referiu a importância do trabalho desenvolvido pela Rede Europeia Anti-Pobreza, desde a sua fundação até à atualidade, o reconhecimento quer nacional, quer europeu do trabalho realizado, em Portugal, nestes últimos 27 anos sublinhando que "a Rede está ao serviço das vítimas de injustiça e não serve interesses de nenhuma espécie, nem de promoção pessoal, nem de egoísmos exacerbados", reforçando que é imperativa a "consciência de estar ao serviço dos mais pobres, dos mais fragilizados". Jardim Moreira referiu, ainda, "o carácter absolutamente voluntário do seu trabalho e do de toda a Direção da EAPN Portugal, referindo que "a coesão, a lealdade, a transparência e a humildade, são valores necessários em qualquer organização".

Mensagem da EAPN Portugal - O combate à pobreza tem de ser encarado como uma causa nacional




Mensagem da EAPN Portugal
O Combate à pobreza tem de ser encarado como uma causa nacional
17 Outubro – Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza

Em 2017, segundo o INE, 23,3% da população em Portugal encontrava-se em situação de risco de pobreza ou exclusão social. Este é o valor mais baixo verificado em Portugal desde que este indicador começou a ser contabilizado, em 2004. No entanto, apesar da evolução positiva dos últimos anos, mais de um quinto da população portuguesa encontra-se numa situação de forte vulnerabilidade social.
Esta dura realidade não nos pode fazer descansar. Neste Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, queremos lembrar a importância do combate à pobreza ser encarado como uma causa nacional.
Para a EAPN Portugal, tão importante quanto conhecer ou caracterizar a população em situação de pobreza ou exclusão social é conhecer e combater as causas da pobreza. Em Portugal, os baixos salários e a desigualdade na distribuição de riqueza são elementos estruturantes do fenómeno de pobreza e/ou exclusão social e da sua reprodução.
Numa época em que os sinais de recuperação económica se começam a fazer sentir no nosso país, em que as taxas de desemprego têm vindo a diminuir gradualmente, em que parece emergir uma nova aposta na confiança dos investidores, a promoção da dignificação do trabalho surge como uma questão fundamental. Não basta haver trabalho, é necessário que este permita elevar e dignificar o nível de vida das pessoas. 10,8% dos trabalhadores vivem em situação de pobreza e esta situação deve-nos preocupar, pois significa que o exercício de uma atividade profissional não garante plenamente o direito de acesso a aspetos básicos da vida em sociedade. São pessoas que, apesar de trabalharem, não conseguem sair de uma situação vulnerável e beneficiar da atual situação económica em que se verifica algum crescimento. Temos de passar para a fase de “desenvolvimento” de uma distribuição mais equitativa da riqueza e da promoção da justiça social.
Paralelamente aos baixos salários, Portugal enfrenta um problema de má distribuição da riqueza, levando a elevados níveis de desigualdade social. Em 2016, os 20% mais ricos auferiam 5.7 vezes mais do que os 20% mais pobres. Se olharmos para a proporção da riqueza dos 10% mais ricos face aos 10% mais pobres, este valor sobe para 10. Apesar de uma evolução positiva desde 2013, a redução de desigualdade tem sido muito pequena (apenas 0.5 pontos no indicador S20/S80) e mantém-se acima do valor de 2009, altura em atingiu o seu nível mais baixo.
Encontramo-nos num período em que é possível e imperioso estabelecer compromissos. O Pilar Europeu dos Direitos Sociais proclamado em 2017 pela Comissão Europeia, o Conselho Europeu e o Parlamento Europeu, assim como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (uma nova agenda de ação até 2030) podem constituir importantes plataformas de trabalho aliando, estrategicamente, entidades governamentais e públicas, parceiros sociais, entidades do sector social e as próprias pessoas. Este esforço conjunto é o que precisamos na luta contra a pobreza e é uma base que precisa de ser aproveitada para um compromisso mais sério e urgente: a criação de uma Estratégia Nacional para a Erradicação da Pobreza.
Neste 17 de Outubro, a EAPN Portugal reitera a necessidade urgente de combater a pobreza e as desigualdades sociais, e defende mais uma vez a necessidade de criar uma Estratégia Nacional para a Erradicação da Pobreza que passa por áreas tão diversas como a educação de qualidade e inclusiva; a igualdade de oportunidades e o combate à discriminação; o apoio ao emprego, o acesso a uma habitação digna, o acesso à saúde, e à proteção social para todos. etc. Esta Estratégia Nacional exige uma verdadeira aliança entre diferentes atores e deve ser vista como uma causa nacional.
EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
17 Outubro 2018

Como posso combater a pobreza?, 19 de outubro, Faro




No âmbito do Dia internacional para a Erradicação da Pobreza, o Núcleo de Faro da EAPN Portugal associa-se à ACASO na dinamização de um debate sobre Erradicação da Pobreza no qual se pretende auscultar a comunidade cigana do Acampamento Azul sobre a sua perceção de pobreza, suas causas, consequências e propostas para ultrapassar a sua situação.

Recorde-se que segundo vários Estudos realizados, a população de etnia cigana é a que em Portugal mais vivencia situações de pobreza extrema e de exclusão social.


+ info:
Dionisia Pedro
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti-Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Faro
rua D.Jerónimo Osório, nº 5, 2º Dto.
8000-307 Faro
Tel 289 802 660  Fax 289 802 662
Telem 914214522





Nota de Esclarecimento



No âmbito do press release enviado no dia 16 de outubro aos meios de comunicação social, a EAPN Portugal entende por bem esclarecer: os dados divulgados informavam sobre a existência, em Portugal, de uma taxa de risco de pobreza dos trabalhadores de 10.8%. 

Uma vez que o Eurostat e o Instituto Nacional de Estatística não têm informação, disponível para consulta, sobre o número absoluto de trabalhadores pobres, os dados divulgados pela a EAPN Portugal referem-se apenas a percentagem de trabalhadores que se encontram em risco de pobreza.

A EAPN Portugal aproveita, ainda, para se congratular com a cobertura noticiosa dada ao Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, assinalado ontem, e amplamente divulgado pelos OCS, quer nacionais, quer regionais.

+ info:

Departamento de Comunicação
comunicacao@eapn.pt
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti-Pobreza
Rua Costa Cabral, 2368  
4200-218 Porto
Tel. + 00351 225 420 800 Fax: + 00351 225 420



ACONTECEU NO NÚCLEO DISTRITAL DE CASTELO BRANCO



OFICINA DE CONHECIMENTOS "TRABALHO EM EQUIPA NAS CPCJ"

 A EAPN Portugal (Núcleo Distrital de Castelo Branco) em parceira com a CPCJ da Covilhã, organizou as segundas Oficinas de Conhecimentos “Trabalho em Equipa nas CPCJ”, que decoreram no Auditório da Biblioteca Municipal da Covilhã, no dia 11 de outubro,  dinamizadas por Filipa Barreiros. A iniciativa contou com alguns parceiros sociais das respetivas CPCJ’S do Distrito e outros técnicos. 
Esta ação visou capacitar os formandos abordando conceitos fundamentais no trabalho em equipa; refletir sobre as vantagens deste trabalho e seus elementos facilitadores e diferenciadores; sensibilizar os formandos para a importância da comunicação e estratégias de motivação na equipa e pensar sobre a abordagem do trabalho em equipa na intervenção com famílias.

+ info:
Ana Rita Antunes 
Estagiária 
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti - Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Castelo Branco
castelobranco@eapn.pt
Biblioteca Municipal de Castelo Branco  - 2º Andar
Campo Mártires da Patria (antigo Quartel da Devesa)
6000 - 000 Castelo Branco
Tel. 272 328 333 Fax. 272 328 334 Tlm.965 918 476









 Focus Week Distrital de Luta Contra a Pobreza

Núcleo Distrital de Évora da EAPN Portugal divulga iniciativas realizadas pelos parceiros em todo o distrito.

No âmbito das comemorações distritais do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, realizou-se a oitava edição da Focus Week Distrital de Luta Contra a Pobreza à qual aderiram entidades de oito concelhos do distrito de Évora, num total de 60 atividades.
As imagens reportam às seguintes iniciativas:
• “Refletir para poder poupar”
Aplicação de um questionário sobre os hábitos de poupança e posterior entrega de folheto informativo.
• “De Branco pela Pobreza”
Foi colocada uma faixa na parte exterior das escolas (Centros Escolares de Redondo e Montoito), visível a todos como forma de divulgação. Paralelamente foi solicitado à comunidade escolar o uso de uma blusa branca apelando à sensibilização para a temática e à entrega de um bem alimentar para doar àqueles que carecem desse bem. Em simultâneo, fez-se a recolha dos bens alimentares trazidos pela comunidade escolar.
• “De Branco pela Pobreza”
Disseminamos por todas as entidades do concelho a proposta de envolver todos os seus colaboradores para o uso de uma blusa branca, por forma a envolver o tecido institucional do concelho, em prol da luta contra a pobreza e da promoção da inclusão. Adesão por parte da Câmara Municipal de Redondo, Junta de Freguesia de Redondo, Agrupamento de Escolas de Redondo e Centro Infantil Nossa Senhora da Saúde.
• “A Pobreza não tem Cor”, em parceria com o CLDS 3G: Realização de uma caminhada branca. Solicitamos aos participantes o uso de uma blusa branca, assim como foi oferecido um colar com cores distintas, apelando à reflexão sobre a Inclusão Social.

Ver mais fotografias no Facebook da EAPN Portugal
https://www.facebook.com/EAPNPortugal/


+ info:
Maria José Guerreiro
Técnica do Núcleo Distrital de Évora
evora@eapn.pt
EAPN Portugal /Rede Europeia Anti-Pobreza
Urbanização Vila Lusitano, Rua Frei José Maria Évora, n.º 25
7000-244 Évora
Tel.: +00351 266731141