Follow by Email

sexta-feira, 30 de junho de 2017

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Porto


Coaching Parental: o papel da comunicação e a gestão do tempo no trabalho com famílias
“Queremos acreditar que todos nós desejamos comunicar melhor, ou seja compreender o que os outros dizem e fazer passar a nossa mensagem. Cruzamo-nos frequentemente com profissionais que querem muito ser úteis, fazer o melhor e apoiar as famílias da melhor maneira. Todos sabemos como a comunicação é difícil: quantas vezes já lhe aconteceu sentir que tinha sido perfeitamente claro, e descobrir em seguida que a outra pessoa ficou com uma ideia bem diferente da que pretendia transmitir? Como mudar esta comunicação? Como melhorar a comunicação com as famílias? Esta pequena mudança na parte que depende de nós é, na grande maioria das vezes, o suficiente para que aconteçam mudanças na dinâmica e na comunicação com os outros” (in “Family coaching: 36 desafios para pais extraordinários”, 3ª edição, Janeiro 2017). A gestão do tempo é um dos desafios com que as famílias dos dias de hoje se deparam. O coaching parental oferece estratégias que poderão ser utilizadas quer pelos profissionais, quer pelas famílias para introduzir mudanças na gestão de tempo no contexto profissional e/ou familiar.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
1.  O coaching parental e a comunicação
2.  O coaching parental e a gestão de tempo
3.  Coaching parental: discussão e treino de casos práticos

OBJETIVO GERAL // OBJETIVOS ESPECÍFICOS
No final da acção, os formandos deverão ser capaz de:
·         Identificar os princípios do coaching parental
·         Estabelecer uma comunicação positiva com as famílias utilizando os princípios do coaching parental
·         A gestão do tempo no trabalho com famílias
·         Apoiar as famílias a encontrarem soluções para as suas dificuldades na gestão do tempo
·         Aplicar os conhecimentos adquiridos em casos práticos.

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
Metodologia teórico-prática para que as descobertas se realizem entre a exposição do formador e a experiência dos exercícios propostos.


DIA 14 de julho de 2017
HORÁRIO 9h30 às13h00 e das 14h00 às 17h30
DURAÇÃO 7 horas
LOCAL Auditório da Sede da EAPN Portugal | Rua Costa Cabral, 2368, 4200-218 Porto
INSCRIÇÃO Associados da EAPN Portugal: 20€ // Não associados: 30€
PÚBLICO-ALVO Profissionais que intervenham com famílias
ÁREA DE FORMAÇÃO 090 – Desenvolvimento Pessoal
MODALIDADE DE FORMAÇÃO Formação contínua de atualização
FORMA DE ORGANIZAÇÃO Formação presencial
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração da ação e aproveitamento no final da formação.
FORMADORA: Ângela Coelho
Psicóloga e Coach, especialista em coaching parental, coautora do primeiro livro de coaching parental português – “Family Coaching – 36 desafios para pais extraordinários”, baseado na experiência de trabalho com pais e mães em diferentes contextos.



INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Ficha de Inscrição em anexo // A Ficha de Inscrição pode ser fotocopiada

Após confirmação da sua inscrição, o pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária, numerário ou cheque (à ordem de EAPN Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal, Associação).


As inscrições são limitadas a 25 participantes e devem ser realizadas até ao próximo dia 7 de julho para:
EAPN Portugal/Núcleo Distrital do Porto
Rua das Taipas, 83, 2º Porto

Telefone: 22 2086061 | porto@eapn.pt

Campanha contra a Discriminação das Comunidades Ciganas - Francisco George





                                          Campanha contra a Discriminação
das Comunidades Ciganas
#direitoaseroquequiserem

EAPN Portugal lança Campanha Nacional em parceria com a
Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade 

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Aveiro



Ação de Formação
Avaliação de Desempenho como Processo de Melhoria das Organizações


As pessoas são o maior ativo de qualquer organização, sendo esta afirmação ainda mais pertinente no chamado sector social, onde as pessoas, suas atitudes, competências e organização são determinantes na qualidade e sucesso das respostas sociais proporcionadas às comunidades, famílias e sociedade em geral. A avaliação de desempenho nestas organizações é uma oportunidade de melhoria individual e coletiva, com vista a um aumento da qualidade dos serviços prestados e do desempenho das diferentes equipas e da organização como um todo. Mas gerir e avaliar o desempenho de pessoas e equipas tem que ser mais que definir objetivos e avaliar resultados. Deve ser um processo coletivo e legitimado por todos/as os/as que nele vão participar e focar-se na aferição das condições proporcionadas para alcançar esse sucesso, na análise dos processos de planeamento e definição de prioridades e responsabilidades, na avaliação da coerência das políticas internas de gestão de recursos humanos e da operacionalização das medidas planeadas.



CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS


1. Acolhimento e apresentação de programa e formandos/as; Avaliação inicial de conhecimentos
2. Avaliação e avaliação de desempenho: gestão de pessoas e equipas, modelos e tipos de avaliação de desempenho
3. Avaliação de desempenho no setor social: modelos e práticas; processo de definição e implementação do modelo de avaliação de desempenho; ferramentas de avaliação de desempenho; métodos participativos de definição e construção de um modelo de avaliação de desempenho; definição de objetivos; momentos de avaliação desempenho (individual, coletivo)
4. Análise de resultados, feedback e melhoria continua.






OBJETIVO GERAL
Aumentar os conhecimentos e as competências para o desenvolvimento de processos de avaliação de desempenho propulsores de melhoria organizacional.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Definir Avaliação de Desempenho e identificar os diferentes tipos e modelos de Avaliação de Desempenho
- Compreender o processo de definição e desenvolvimento de um modelo de Avaliação de Desempenho
- Definir objetivos para a Avaliação de Desempenho
- Compreender a importância de implementar processos participativos como garante da legitimidade do processo de Avaliação de Desempenho
- Analisar os resultados do processo de Avaliação de Desempenho.

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
Abordagem pedagógica: Educação Não Formal e Entre Pares. Metodologias: ativas, expositivas e interrogativas. Avaliação: inicial, formativa e sumativa (com recurso a metodologias participativas)


DIAS 28 e 29 setembro 2017
HORÁRIO 9h30 às13h00 |14h00 às 17h30
DURAÇÃO 14 horas
LOCAL Núcleo Distrital de Aveiro da EAPN Portugal | Estr. Nova do Canal, n.º 111, R/C Dto., 3800-236 Aveiro
INSCRIÇÃO Associados da EAPN Portugal: 35€ // Não associados: 55€
PÚBLICO-ALVO Chefias intermédias, membros de direção, gestores/as da qualidade, direções técnicas, técnicos/as e coordenadores/as
PRÉ- REQUISITOS Conhecer bem a organização que representam, a sua equipa, políticas internas, os seus projetos, missão, visão e valores; Deter noções básicas de gestão das organizações e de recursos humanos.
ÁREA DE FORMAÇÃO 345 – Gestão e Administração
MODALIDADE DE FORMAÇÃO Formação contínua de atualização
FORMA DE ORGANIZAÇÃO Formação presencial
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração da ação e aproveitamento no final da formação.
FORMADOR João Mesquita
Fundador e sócio-gerente da Coatl – Consultoria para o Desenvolvimento. Licenciado em Economia e mestre em Desenvolvimento e Cooperação Internacional pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG – Universidade de Lisboa). Trabalha como formador desde 2010 e como consultor para o Terceiro Sector desde 2013 em temas como Monitorização e Aavaliação, Planeamento Estratégico e Desenvolvimento e Implementação de Estratégias de Angariação de Fundos, privilegiando o uso de metodologias participativas e abordagens pedagógicas não-formais e de educação entre pares. Ao longo do seu percurso profissional trabalhou com organizações como o Conselho da Europa, Alto Comissariado para as Migrações (ACM, IP), Fundação Calouste Gulbenkian, Fórum Europeu de Juventude (YFJ), EFUS – European Forum for Urban Security, Conselho Nacional de Juventude, Plataforma Portuguesa das ONGD, Médicos do Mundo, APF – Associação para o Planeamento Familiar, EAPN – Rede Europeia Anti-Pobreza), entre muitas outras IPSS, ONG, Associações Juvenis, Cooperativas e Municípios.


INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Ficha de Inscrição em anexo // A Ficha de Inscrição pode ser reproduzida
Após confirmação da sua inscrição, o pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária, numerário ou cheque (à ordem de EAPN – Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal, Associação).
As inscrições são limitadas a 15 participantes e devem ser realizadas até ao próximo dia 20 de setembro para:
EAPN Portugal / Núcleo Distrital de Aveiro
Estr. Nova do Canal, n.º 111, R/C Dto., 3800-236 Aveiro

T: 234 426 702 | Email: aveiro@eapn.pt

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Campanha contra a Discriminação das Comunidades Ciganas - Catarina Furtado




                                  Campanha contra a Discriminação
das Comunidades Ciganas
#direitoaseroquequiserem

EAPN Portugal lança Campanha Nacional em parceria com a
Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade 

Hoje e amanhã, em Castelo Branco


O Núcleo Distrital de Castelo Branco da EAPN Portugal, está presente hoje e amanhã na Feira Social IN, em Castelo Branco, juntamente com outras instituições de economia social e solidária com o objetivo de atrair investidores e garantir uma maior sustentabilidade financeira.

+ info:
Paula Montez
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti - Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Castelo Branco
Biblioteca Municipal de Castelo Branco  - 2º Andar
Campo Mártires da Patria (antigo Quartel da Devesa)
600 - 000 Castelo Branco
Tel.272 328 333 Fax.272 328 334

quarta-feira, 28 de junho de 2017

[MENTAL] IDADE - Uma abordagem às demências


A saúde mental da população sénior apresenta-se cada vez mais como um forte desafio para as Instituições de Solidariedade Social, as famílias e os próprios seniores, para melhor conhecer a problemática e promover uma maior partilha de informação, iremos promover um encontro que reúne especialistas de medicina, reabilitação cognitiva e justiça.

Deste modo e, dando continuidade ao I Encontro Mental(idades) realizado em 2016, o Grupo de Trabalho sobre Envelhecimento Ativo, coordenado pelo Nucleo Distrital de Faro da EAPN/Portugal, vai realizar o II Encontro Mental(idades) a ter lugar no próximo dia 30 de Junho de 2017, entre as 14h e as 17h30 na Biblioteca Municipal de Loulé.

A fim de enriquecer o debate e partilha de experiencias, muito nos honraria contar com a presença de v. exa, e/ou da Instituição que representa. As inscrições são gratuitas mas obrigatórias.


+ info:
Dionisia Pedro
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti-Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Faro
rua D.Jerónimo Osório, nº 5, 2º Dto.
8000-307 Faro
Tel 289 802 660  Fax 289 802 662
Telem 936 873 911


“Singular do Plural” - Exposição está em Lisboa até 9 de Julho

A iniciativa “Singular do Plural” da autoria de Maria José Vicente (textos) e Sérgio Aires (fotografias) insere-se na campanha nacional da EAPN Portugal, “A Discriminação é Falta de Educação”, lançada em abril de 2016 e apresenta 20 testemunhos reais contados na primeira pessoa e que nos relatam diferentes trajetórias de vida, falando dos seus percursos, das suas experiências, dos seus desejos e da sua forma de entender a sociedade. Testemunhos acompanhados de fotografias, com o objectivo de confrontar os leitores, de forma gráfica, com a mesma mensagem que se pretende transmitir com os testemunhos. Procura-se, no fundo, e assumidamente de forma provocatória, incentivar um olhar diferente.

“Singular do Plural” (publicação e exposição de fotografias) foi apresentada no dia 22 de junho, no Auditório do Caleidoscópio da Reitoria da Universidade de Lisboa. Para além dos cidadãos de etnia cigana que participaram nesta iniciativa, e dos autores, estiveram ainda presentes: Catarina Marcelino (Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade), António Manuel da Cruz Serra (Reitor da Universidade de Lisboa).

A Exposição estará patente ao público até 9 de julho, no Caleidoscópio, no Jardim do Campo Grande, em Lisboa.

+ info:
Armandina Heleno
Departamento de Documentação e Informação
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
Rua de Costa Cabral, 2368
4200-218 Porto
Tel. 00351 225 420 800  Fax. 00351 225 403 250

ACONTECEU NO NÚCLEO DISTRITAL DE VISEU


Fórum participativo para pessoas com mais de 55 anos, parceria entre a EAPN Portugal - Núcleo Distrital de Viseu e o Município de São Pedro do Sul.



+ info:
José Machado
Técnico do Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal
EAPN / Portugal- Rede Europeia Anti Pobreza
Rua Dr. Cesar Anjo, Lote 2 R/C F
3510-009 VISEU
Telefone:232468472  Fax:232468474


Campanha contra a Discriminação das Comunidades Ciganas


Campanha contra a Discriminação
das Comunidades Ciganas
#direitoaseroquequiserem

EAPN Portugal lança Campanha Nacional em parceria com a
Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade para assinalar 
o Dia Nacional das Comunidades Ciganas (24 de junho)

Para a EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza, entidade promotora desta campanha, o combate à discriminação passa necessariamente por uma intervenção que promova a informação e o conhecimento sobre os cidadãos ciganos portugueses, pois a sua ausência contribui, consequentemente, para o desenvolvimento e o agravamento de estereótipos e preconceitos.

O objetivo primeiro passa por procurar influenciar positivamente a imagem social sobre as comunidades ciganas na sociedade maioritária, nomeadamente confrontando-a com a forma injusta e violentamente discriminatória com que trata quotidianamente e transversalmente esta etnia e, desta forma, embora não exclusivamente, convocando-a para uma mudança de comportamentos.

Enquanto objetivos específicos, de uma campanha que tem como destinatários a sociedade em geral, as próprias comunidades ciganas e os profissionais de várias áreas de intervenção social, pretende-se:

► Contribuir para a desconstrução de estereótipos e representações, pondo em evidência a sua existência e alcance;
► Interpelar os discursos que legitimam o desenvolvimento de atitudes de discriminação face a estas comunidades.

Como se trata de uma campanha relativamente pioneira, optamos por colocar todo o enfoque numa questão basilar: há vontade, há sonhos, há esforços, há percursos, mas há igualmente ainda enormes barreiras a uma integração económico-social de plena cidadania.

Ainda e quando – e são cada vez mais os casos em que isso acontece, muito como consequência de políticas públicas mas também de enorme esforços das próprias comunidades ciganas – o percurso escolar e académico das crianças e jovens ciganos em nada se distingue dos demais cidadãos portugueses, continua a persistir um bloqueio que impede a sua plena aceitação.

E esse bloqueio, que assenta em estereótipos, e projeções de preconceitos, resulta numa discriminação desmotivadora, castradora e que, no limite, destrói por completo todos os esforços feitos em diferentes domínios (educação, mas também emprego, habitação e saúde) criando um sentimento de impotência, partilhado pelas comunidades ciganas e por todos aqueles que, quotidianamente, procuram romper estes círculos viciosos de equívocos que levantam muros de gigantescas dimensões.

Esperamos que esta campanha, que assinala o dia nacional das comunidades ciganas nos interpele a todos, de forma colectiva e co-responsabilizante, para a construção de uma enorme ponte, sem qualquer tipo de obstáculos ou de sinalizações equívocas, capaz de concretizar uma igualdade que, mais do que um direito é um dever.

A campanha assenta em vários produtos, designadamente, 2 spots de TV, dois vídeos web, rede de multibanco, rede de transportes e cartazes.

E conta com a participação de duas figuras públicas: Catarina Furtado (atriz e comunicadora) e Francisco George (Director Geral da Saúde) que desde, logo abraçaram esta causa.

Os materiais da campanha encontram-se disponíveis para consulta/download 


+ info:
Departamento de Comunicação, Informação e Documentação
Rua Costa Cabral, 2368
4200-218 Porto
Tel: 225420800

Celebrar, Divulgar, Incluir - Cultura Cigana

PROGRAMA

19 de junho de 2017 (segunda)
14h - Sessão de sensibilização "o meu compromisso para combater a discriminação da comunidade cigana"
Destinatários: Presidiários
Local: Estabelecimento Prisional da Guarda

24 de junho de 2017 (sábado)
10h00-13h00 – Ação de Sensibilização “Celebrar, Divulgar e Incluir a Cultura Cigana” – Dia Nacional do Cigano
Destinatários: Sociedade Civil
Local: Feira de S. João

26 de junho de 2017 (segunda-feira)
10h00-17h00 – Ação de Formação do ACM “Portugueses Ciganos, Cidadania e Interculturalidade”
Destinatários: Técnicos de IPSS’s e Projetos Sociais, Professores e Educadores, Responsáveis de Organizações e Associações
Local: Novas Instalações do Núcleo Distrital da Guarda da EAPN Portugal
Entrada gratuita/Inscrição obrigatória para: guarda@eapn.pt / rede social

De 26 a 29 de junho de 2017 (segunda a quinta-feira)
Atelier “A Discriminação é falta de Educação”
Locais: ATL’s da Rede Municipal da Guarda

Destinatários: Crianças entre os 6 e os 10 anos

+ info:

Cátia Azevedo
Técnica do Núcleo Distrital da Guarda
EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
Largo Paço do Biu, N.º 19
6300-592 Guarda
Telf: 00351 271 227 506 | Fax: 00351 271 227 507


quarta-feira, 14 de junho de 2017

ACONTECEU NO NÚCLEO DISTRITAL DE SANTARÉM


 “Café Concerto "Artes e Sabores do Mundo"

"No passado dia 10 o Núcleo Distrital de Santarém e  projeto Agir+ E6G do programa Escolhas,  comemorou o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, com um Café Concerto "Artes e Sabores do Mundo" , em Santarém.
A gastronomia - tapas do mundo – (confeccionadas por familiares de participantes do projeto) - e as artes, foram o mote para o projeto ir para a rua, num espaço privilegiado da cidade e valorizar e pôr em diálogo as diferentes comunidades representadas no projeto, através de um convívio positivo entre culturas.
Houve muita animação promovida por jovens do projeto, mas também de outros jovens que fizeram demonstração do seu talento desde a dança, pintura ao vivo e exposição de artes plásticas, artes marciais, fado, pinturas faciais, modelagem de balões, música com DJ Lexar e poesia.

Esta iniciativa contou com o apoio do Star Pub, voluntária Sónia Ferreira, Associação CAS Vicentense, Kempo Santarém, Fundação Luiza Andaluz e o artista André Esteves (ESES-IPS).
Foi uma excelente forma de celebrar Portugal e a nossa identidade neste encontro de diferenças e diálogo intercultural, com a presença de participantes do projeto, familiares, comunidade e parceiros  formais e informais"
Ricardina Dias

 + info:
Ricardina B. Dias
Técnica do Núcleo Distrital de Santarém
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
Rua Prior do Crato, nº 2 ,
2005-364 Santarém
Telefone: 00351 243306279;