Follow by Email

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Aconteceu no Núcleo Distrital de Castelo Branco




A sessão de esclarecimento "Integração das Pessoas de Etnia Cigana no Mercado de Trabalho" teve lugar na freguesia da Capinha e na cidade do Fundão , no passado dia 26 de janeiro. A iniciativa dinamizada por Maria José Vicente, contou com a presença de 40 pessoas.
A sessão foi organizada em parceria com o CLDS e a Rede Social do Fundão e pretende contribuir para que os cidadãos em risco social reflictam e analisem a sua própria situação sócio profissional, activando competências pessoais e sociais.
+ info: 
Paula Montez
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti - Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Castelo Branco
castelobranco@eapn.pt
Biblioteca Municipal de Castelo Branco - 2º Andar
Campo Mártires da Patria (antigo Quartel da Devesa)
600 - 000 Castelo Branco
Tel.272 328 333 Fax.272 328 334
www.eapn.pt

EAPN Portugal recebida em audiência, na Madeira


A Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais recebeu, no passado dia 27 de janeiro, em audiência, o Presidente da Rede Europeia Anti-Pobreza Portugal, Padre Agostinho Jardim Moreira.

Intervenção Social com as Comunidades Ciganas

WORKSHOP
"Intervenção Social com as comunidades ciganas”

No próximo dia 8 de fevereiro decorre no Município de Lamego o workshop “Intervenção Social com as comunidades ciganas” com a presença de Maria José Vicente. O objetivo é sensibilizar os técnicos do concelho de Lamego para a importância de uma intervenção com qualidade junto desta população.
+ info:
José Machado
Técnico do Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal
EAPN / Portugal- Rede Europeia Anti Pobreza
viseu@eapn.pt
Rua Dr. Cesar Anjo, Lote 2 R/C F
3510-009 VISEU
Telefone:232468472 Fax:232468474
www.eapn.pt

CONVITE: "PROJETOS DE VIDA APÓS OS 55 ..."


Fórum Participativo para pessoas com mais de 55 anos. É o primeiro de vários que vão acontecer no distrito de Viseu este ano. O objetivo é criar uma metodologia participativa para perceber como percepcionam as pessoas de Armamar o seu envelhecimento ativo e, sobretudo, o que estão a fazer para que possam envelhecer com qualidade. Este fórum pretende ser a rampa de lançamento para outros que vão decorrer, sendo que será interessante perceber até que ponto é que há divergência de opiniões de acordo com o concelho de que os intervenientes fazem parte.

+ info:
José Machado
Técnico do Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal
EAPN / Portugal- Rede Europeia Anti Pobreza
Rua Dr. Cesar Anjo, Lote 2 R/C F
3510-009 VISEU
Telefone:232468472  Fax:232468474


terça-feira, 24 de janeiro de 2017

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Faro



Conhecer e Intervir nos Cuidados Paliativos. O contributo das Terapias de 3ª Geração na Redução da Dor Crónica

Se existe uma verdade irrefutável é que a morte faz parte da vida. As doenças terminais acompanham muitas vezes este processo e os cuidados paliativos surgem como uma necessidade imperativa de prestar o melhor auxílio e apoio aqueles que atravessam este caminho. Sejam os próprios doentes, famílias, amigos ou cuidadores é indispensável compreender e trabalhar no sentido de promover a dignidade, a prevenção e o alívio da dor física, psicológica e espiritual. Ganham peso conceitos como o luto, a compaixão, a aceitação e a aplicabilidade das terapias de 3ª geração, entre as quais o Mindfulness, como forma positiva de intervenção.
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
  1.  O que são os cuidados paliativos: como promover qualidade de vida e dignidade em fim de vida e preparar para o luto
  2. O contributo das Terapias da 3ª Geração na intervenção nos cuidados paliativos
  3. A importância do trabalho inter e muldisciplinar nos cuidados paliativos
  4. Intervenção em cuidados paliativos no paciente, na família e nos profissionais
  5. Cuidados paliativos pediátricos
OBJETIVO GERAL
Adquirir competências de intervenção em Cuidados Paliativos
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Conhecer o conceito de Cuidados Paliativos
Conhecer o conceito de Terapias de 3ª Geração e sua aplicabilidade na redução da dor crónica
Integrar e compreender a relação entre Cuidados Paliativos, Luto, Compaixão, Aceitação e Terapias de 3ªGeração
Os cuidados paliativos em diferentes faixas etárias (criança, adulto e idoso)
METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
Métodos expositivos, interrogativos e ativos. Dinâmica de grupos, tempestade de ideias, exercícios práticos, dinâmicas de grupo, simulações, estudo de casos..
DIAS 13 e 14 março
HORÁRIO 10h às13h e das 14h00 às 17h00
DURAÇÃO 12 horas
LOCAL Espaço Em Com_ctato da Sta. Casa da Misericórdia de Albufeira, Rua António Aleixo, Lt 1, Nº 22, Albufeira
INSCRIÇÃO Associados da EAPN Portugal: 30€ // Não associados: 50€
PÚBLICO-ALVO: Técnicos que trabalham na área dos cuidados paliativos com idosos, jovens e/ou crianças
ÁREA DE FORMAÇÃO 762 – Trabalho Social e Orientação
MODALIDADE DE FORMAÇÃO Formação contínua de atualização.
FORMA DE ORGANIZAÇÂO Formação presencial
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração da ação e aproveitamento no final da formação
FORMADORA Sofia Rodrigues
Psicóloga Clínica, Psicoterapeuta e Formadora. Licenciada em Psicologia, pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa. Experiência em contexto hospitalar dos quais de destacam os serviços de queimados e poli traumatizados. Em 2004 desenvolveu a sua formação na área dos cuidados paliativos e mais recentemente na área de prestação de cuidados a pessoas idosas e dependentes, pela Associação Portuguesa de Psicogerontologia. Exerce a sua atividade em clínica privada ao nível da avaliação, aconselhamento e intervenção psicológica em adultos e casais, nas mais variadas problemáticas (depressão/estados depressivos, ansiedade/stress/ataques de pânico, dificuldades relacionais/conjugais, dificuldades de comunicação/assertividade, autoestima/imagem, luto, sexologia clínica, entre outras). Pós-Graduada em Terapia de Casal e em Sexologia Clínica. Formadora na área da Psicologia e Saúde - Ansiedade, Stresse, Depressão, Estilos de Comunicação, Luto, Auto-estima, Psicoterapia de 3.ª Geração (Mindfulness, Técnicas de Respiração e Meditação). Membro Efetivo da Ordem dos Psicólogos.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÔES Ficha de Inscrição em anexo // A Ficha de Inscrição pode ser fotocopiada

Após confirmação da sua inscrição, o pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária, numerário ou cheque (à ordem de EAPN – Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal, Associação).

As inscrições são limitadas a 20 participantes e devem ser realizadas até ao próximo dia 6 de março para:
EAPN Portugal / Núcleo Distrital de Faro
Rua D. Jerónimo Osório nº 5,  2º Dto, R/C Dto, 8000-307 Faro

T: 289 802 660 | Tlm: 936 873 911 | Fax: 289 802662 | n.faro@eapn.pt

WORKSHOP, Guarda


" A EAPN Portugal/Núcleo Distrital da Guarda em parceria com o CLDS 3G Almeida está a organizar o Workshop “Motivação – o ingrediente do sucesso e da felicidade no trabalho”. Este Workshop irá realizar-se no próximo dia 13 de fevereiro de 2017 (segunda-feira), entre as 09h30 e as 17h30, na Biblioteca Municipal Maria Natércia Ruivo, em Almeida.

A dinamização estará a cargo de Núria Mendoza - Fundadora do movimento #emocoesdesaltoalto, procura através do Coaching e da Formação ajudar o maior número de pessoas a descobrirem o seu potencial. É Licenciada em Psicologia, Pós Graduada em Coaching Psicológico, Master em Programação Neuro Linguística, Hipnose e Terapia de Linha do Tempo, Certificada em Inteligência Positiva e Storytelling. A sua Missão é Inspirar Mudanças Positivas em pessoas e organizações.

O investimento neste Workshop é de apenas 10€ para Associados da EAPN Portugal e 15€ para as restantes pessoas. Para formalizar a inscrição é necessário preencher a ficha de inscrição em anexo até ao próximo dia 8 de fevereiro e enviá-la para os contactos: guarda@eapn.pt ou clds3g.almeida@gmail.com.

+ info:

Cátia Azevedo
Técnica do Núcleo Distrital da Guarda
EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
Largo Paço do Biu, N.º 19
6300-592 Guarda
Telf: 00351 271 227 506 | Fax: 00351 271 227 507


Aconteceu no Núcleo Distrital de Faro


"O Núcleo Distrital de Faro da EAPN desenvolveu no passado dia 19 de Janeiro um Workshop designado “Atreve-te a sonhar, no qual participaram. entre outros, alguns elementos do nosso Concelho local de Cidadãos.
Dionisia Pedro
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti-Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Faro
n.faro@eapn.pt
rua D.Jerónimo Osório, nº 5, 2º Dto.
8000-307 Faro
Tel 289 802 660 Fax 289 802 662
www.eapn.p

Workshop, Beja




LIVROS PARA COMBATER A POBREZA
DAS 15:00 ÀS 18:00 HORAS | 31 JANEIRO | 2017
Local:Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal
Autor:José Manuel Baião
O presente trabalho de investigação situa-se no enquadramento dos eixos metodológicos da sociologia de ação, cujos objetivos principais são, caraterizar a matriz da ação estratégica das instituições (“misericórdias”) que integram o objeto de análise, no âmbito da intervenção social, e formar o diagnóstico sociológico dos contextos organizacionais, em termos de ação estratégica para a intervenção social, tendo em consideração o presente e as perspetivas de futuro. Através da utilização de uma orientação metodológica centrada no exercício do diagnóstico prospetivo, com recurso à análise estatistica dos dados, através do software SPSS e o método dos cenários de Michel Godet, foram delineadas as etapas que permitiram a concretização do diagnóstico sociológico e a constituição de um cenário mais provável, para um horizonte temporal de 5 a 10 anos, no âmbito da ação estratégica das misericórdias do distrito de Beja
+ info:
Anselmo Prudêncio
Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal
Rua do Jornal Ala Esquerda 207800-301 Beja Telefone: 284 325 744 Fax: 284 325 745 E-mail:n.beja@eapn.pt
Fotografia: Thinkstock

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Lisboa




Formação Presencial - 56 horas 

Datas: 13 e 20 Fev , 16, 23 e 30 Mar, 06, 20 e 27 Abr
Horário: 9H-13H; 14H-17H
Local: Núcleo Distrital de Lisboa da EAPN Portugal
Avenida de Berna, nº 11, 2º andar—1050-036 Lisboa

O curso será desenvolvido com um grupo mínimo de 15 participantes e máximo de 20. 

Valor da formação:

Associados EAPN/RESIT: 250€
Não Associados: 300€

Informações e inscrições para: associacao3s@gmail.com 



segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Aconteceu no Núcleo Distrital de Castelo Branco


No passado dia 19 de janeiro, na Associação de Apoio à Criança _ Centro de Acolhimento e Reabilitação Arco do Noé, em Castelo Branco, teve lugar a primeira reunião de associados com a presença de 24 pessoas representantes das instituições associadas do Distrito de Castelo Branco.
Actividades levadas a cabo: planificação das ações nas áreas de informação e formação do plano de ação da EAPN Portugal, a partilha e monitorização de técnicas da Sala de Znolen e, for fim, o Workshop Informativo sobre apoios e candidaturas abertas, tais como : Medida cheque - formação e Turismo Portugal, com esclarecimento de dúvidas nos procedimentos de candidaturas.
+ INFO:
Paula Montez
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti - Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Castelo Branco
castelobranco@eapn.pt
Biblioteca Municipal de Castelo Branco - 2º Andar
Campo Mártires da Patria (antigo Quartel da Devesa)
600 - 000 Castelo Branco
Tel.272 328 333 Fax.272 328 334
www.eapn.pt

“Um olhar a partir da cadeira de uma participante”, por Patrícia Grilo



III FÓRUM SOCIAL INTERMUNICIPAL | GOVERNAÇÃO INTEGRADA 
- NOVAS RESPOSTAS PARA VELHOS PROBLEMAS

“Um olhar a partir da cadeira de uma participante”
  • Por Patrícia Grilo, socióloga



Nos dias 13 e 14 de outubro realizou-se, em Torres Vedras, o III Fórum Social Intermunicipal, intitulado: Governação Integrada – Novas Respostas para Velhos Problemas, organizado pelos Municípios da Lourinhã e Torres Vedras, em parceria com os Núcleos Distritais de Leiria e Lisboa da Rede Europeia Anti-Pobreza / Portugal.
O referido fórum tinha como objetivos:  a) conhecer as formas de articulação das redes que têm uma prática de governação integrada de base territorial, de foco temático, e/ou de destinatários específicos e b) impulsionar um trabalho interinstitucional articulado e participativo com vista a promover a comunicação eficaz e a liderança colaborativa.
 Foram várias as ideias, experiências, observações, reflexões que se partilharam durante dois dias. Ficam, assim, algumas notas, a partir de um olhar técnico.
Olhar para os territórios de uma forma integrada é, na perspectiva de Catarina Marcelino, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, um caminho incontornável. A medida de política social Rendimento Mínimo Garantido e, mais tarde, o Rendimento Social de Inserção vieram alterar o paradigma da intervenção, ao criar as equipas de parceria. O programa Rede Social foi, igualmente, uma mais-valia enquanto resposta aos problemas sentidos pela comunidade, quer ao nível do planeamento quer ao nível da potenciação e rentabilização dos recursos dessa mesma comunidade. Uma outra nota saída desta intervenção tem que ver com a indiscutível importância de integrar os próprios destinatários das políticas na definição das mesmas.

E se a intervenção nos territórios deve ser realizada de forma integrada, é porque os problemas sociais que se pretendem resolver são wicked problems, ou seja, são complexos, caracterizando-se pela não linearidade, multicausalidade, interdependência e imprevisibilidade. Não há uma solução clara para estes problemas, segundo Rui Marques, Presidente do Instituto António Padre Vieira (IPAV). Exemplos destes problemas são a pobreza, a exclusão social, as pessoas que se encontram em situação de sem-abrigo, as vítimas de violência doméstica, as crianças e jovens que se encontram em situação de risco. Daí que a intervenção baseada num modelo linear e fragmentado não funcione quando se trabalha com problemas sociais complexos propondo-se, desta forma, a governação integrada, enquanto “processo sustentável de construção, manutenção e desenvolvimento de relações interorganizacionais de colaboração, para gerir problemas complexos, com eficácia e eficiência.”. O coração da governação integrada é, assim, a colaboração sustentada ao longo do tempo e focada na gestão de problemas complexos.

Continua AQUI

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Leiria


O núcleo distrital de Leiria da EAPN – Rede Europeia Anti-Pobreza / Portugal vai ministrar a ação de formação Contratação Pública nas IPSS, nos dias 9 e 10 de março de 2017, nas instalações do núcleo.

Os objetivos desta formação consistem no esclarecimento das IPSS sobre os procedimentos necessários ao cumprimento da legislação em vigor sobre o Código dos Contratos Públicos (CCP), bem como dotar as IPSS de instrumentos formais para a aplicação prática dos procedimentos de contratação pública a que estão obrigadas na fase pré-contratual.

+ info:

Patrícia Grilo
Técnica do Núcleo Distrital de Leiria
EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
Rua Miguel Franco, lote 8, 102, loja 1 e 2
2400-191 Leiria
Tel. +00351 244 837 228 | Telem. 93 687 39 12 | Fax: + 00351 244 837 229

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Entrevista com Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal



Sofia Colares Alves
Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

“Os líderes nacionais têm que dar provas aos seus cidadãos,
de forma clara e inequívoca, das vantagens do projeto europeu”

A sua voz, suave e convicta, tem o timbre da serenidade que a sua imagem transmite. No entanto, ativíssima, confiante e europeísta confessa, anda sempre numa roda-viva. Em julho deste ano, Sofia Colares Alves, assumiu a chefia da Representação da Comissão Europeia em Portugal e, como todos os chefes das representações da Comissão Juncker, foi nomeada pelo Presidente tornando-se sua "embaixadora", rosto e voz da Comissão Europeia em Portugal. Sofia Colares Alves nasceu em África há 45 anos e a sua vida profissional não a impediu de dar vida a outras vidas e de cuidar: é mãe do José (14 anos), da Inês (12) e da Alice (9). Depois de muitas voltas, está, novamente, em Portugal, mas a família é um claro exemplo do quanto é europeia: “lá em casa o ambiente é muito multicultural; falamos 4 línguas. O pai dos meus filhos é franco-alemão e quando decidimos fundar uma família anuímos que Bruxelas, para que nenhum de nós tivesse que sacrificar a sua carreira, seria o território mais “neutro” para vivermos”, disse à FOCUSSOCIAL. E assim é. Anda cá e lá, de sorriso nos lábios. Faz o que gosta e nunca se autolimitou. Aliás, entende que esse possa ser o segredo para gerir a sua vida tão ativa e desafiante. Ser “persistente, organizada, otimista e alegre” são características que encontra em si e que, às vezes, diz entre sorrisos, “exasperam a minha equipa. Porque mesmo estando a correr bem, acho que pode correr melhor”.
Sempre sentiu esse apelo do mundo, para transpor fronteiras e, de certa forma, os seus sonhos cedo lhe pediram mais asas. Viveu e estudou no Porto; viveu e estudou em Lisboa e, depois, voou para a Bruges, Bruxelas e Luxemburgo. Somou uma experiência de mais de vinte anos no domínio dos assuntos europeus e internacionais. “Advogada experiente, exerce funções na Comissão Europeia desde 2003, na área da política da concorrência. Começou por desempenhar funções na unidade Transportes da Direção-Geral «Concorrência», depois de ter trabalhado como referendária na secção do juiz Moura Ramos, no Tribunal de Primeira Instância das Comunidades Europeias, no Luxemburgo”. O seu vasto curriculum atesta o dinamismo e a responsabilidade com que encara os desafios que lhe são propostos. “Sempre trabalhei com muita pressão e comprometimento” mas também reconhece “a sorte de ter boas chefias” e nunca ter sentido “discriminação, por ser mulher. A igualdade de género é fortemente apoiada pela Comissão Europeia”.
Sob o lema uma “Europa que protege, capacita e defende” a Comissão já delineou a agenda para 2017 e Sofia Colares Alves reforça que “os países da UE precisam de se manter unidos no Conselho Europeu para definir uma agenda ambiciosa e eficiente para os próximos anos. Devemos cooperar mais e encontrar sinergias em áreas fundamentais para a vida das pessoas.” E acrescenta: “Há muita concordância entre as posições da Comissão e as do Governo português sobre matérias tão importantes como a necessidade de acelerar os mecanismos de proteção da segurança interna da Europa para salvaguardar o Espaço Schengen; também sobre a necessidade de a Europa investir mais na sua própria defesa. E não fica por aqui. Diz mais sobre esta e outras matérias. E diz também que gostaria de ouvir mais vezes a pergunta “Como é que podemos participar?”, na construção de uma Europa melhor, chamando, por exemplo, a atenção para as consultas públicas. No momento, uma em particular, sobre o Pilar Europeu dos Direitos Sociais.
Nas leituras recomenda-nos um romance de aprendizagem – A Arte da Alegria – título sugestivo que nos remete para a história dos primeiros cinquenta anos do século XX europeu, dos seus fervores políticos e não só. Diz-se inspirada pela “nossa Maria Helena Vieira da Silva” e, por sua vez, nós sentimo-nos induzidos a retirar do “Testamento”, escrito pela pintora, o “ponto final” para encerrar a nossa breve conversa. Como se a Europa fosse aquela velha amiga a quem desejamos, confiantes mas compreensivelmente receosos, todas as cores! Nomeadamente “Um azul cobalto para a felicidade”; “Um verde veronese para a memória” (…); Um anil para poder afinar o espírito com a tempestade e “ Um laranja para exercitar a visão (…)”.

Entrevista AQUI


AÇÃO DE FORMAÇÃO, Évora

+ INFO:
Maria José Guerreiro
Técnica do Núcleo Distrital de Évora
EAPN Portugal /Rede Europeia Anti-Pobreza
Urbanização Vila Lusitano, Rua Frei José Maria Évora, n.º 25
7000-244 Évora
Tel.: +00351 266731141


Aconteceu no Núcleo Distrital de Santarém


«No âmbito do plano de ação de 2017 o Núcleo Distrital de Santarém, por desafio dos seus associados, está a desenvolver várias iniciativas na área das Empresas Sociais.
É neste contexto que na passada sexta que o CEO da IPSS Let’s Help esteve em Santarém, , onde esteve à conversa com… dirigentes e técnicos das IPSS do distrito sobre a metodologia de trabalho da Let’s Help – ganhar e investir, focando os seguintes tópicos: 
 Inovar nas formas de angariação e de investimento das verbas aplicadas aos diversos projetos sociais;
 Tornar sustentáveis os projetos e negócios desenvolvidos, bem como os projetos sociais financiados;
 “Ganhar em vez de pedir, investir em vez de dar – ganhar para investir”;
 Ganhar dinheiro de forma autónoma e sustentável, para poder investi-lo em causas sociais concretas que potenciem a autonomia e sustentabilidade da economia social.
Francisco Mello e Castro apresentou ainda o Projeto RECLUSA, recentemente apoiado pela entidade que representa.
Brevemente, iremos realizar mais ações com esta temática, acompanhe-nos!
Ricardina B. Dias
Núcleo Distrital de Santarém
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
santarem@eapn.pt
Rua Prior do Crato, nº 2 ,
2005-364 Santarém
Telefone: 00351 243306279;

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Beja

AÇÃO DE FORMAÇÃO
COACHING: A ARTE DE DESENVOLVER OS OUTROS
O coaching pode ser tomado como um processo que visa fomentar no colaborador o conhecimento de si mesmo e impulsionar o desejo de melhorar ao longo do tempo, bem como a orientação necessária para que a mudança se produza.Trata-se, portanto, de uma filosofia de liderança que assenta na ideia de que o desenvolvimento e a aquisição de competências são processos contínuos e da responsabilidade de todos, e não apenas episódios limitados no tempo e espoletados pela hierarquia. A lógica do coaching tende pois a ser privilegiada nas organizações genuinamente aprendentes, nas quais a responsabilidade pelo desenvolvimento é pessoal, embora apoiada e enquadrada pela organização.
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
1-Coaching e Desenvolvimento Pessoal
2 - Coaching e desenvolvimento de competências
3 - Coaching no âmbito da intervenção social
4 - Desenvolvimento de um plano global de Coaching
OBJETIVO GERAL // OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Esta formação visa ajudar a revelar potencial dos colaboradores das ONG e conseguir uma cultura de aprendizagem na equipa e dotar os participantes de técnicas de coaching para que possam mais eficientemente desenvolver competências pessoais nas suas equipas de trabalho e nas áreas de intervenção social.
METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
Privilegia-se o uso de metodologias participativas e dinâmicas que valorizem a aprendizagem e o desenvolvimento pessoal: método interativo e expositivo, com treino de competências. Avaliação contínua de pergunta-resposta entre formador e formandos; realização de exercícios práticos durante a sessão.
DIA 7 e 8 de fevereiro de 2017
HORÁRIO 9h30 às12h30 e das 14h00 às 17h00
DURAÇÃO 12 horas
LOCAL Instalações do Núcleo Distrital de Beja em Rua do Jornal Ala Esquerda, 20 | 7800-301 Beja
INSCRIÇÃO Associados da EAPN Portugal: 30€ // Não associados: 50€
PÚBLICO-ALVO Técnicos/as, Coordenador/as, Diretores/as, monitores/as das Respostas sociais, etc.
ÁREA DE FORMAÇÃO 762 – Trabalho Social e Orientação
MODALIDADE DE FORMAÇÃO Formação contínua de atualização
FORMA DE ORGANIZAÇÃO Formação presencial
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração da ação
FORMADORA Vânia Weissberg
Psicóloga e coach
Master em programação neurolinguistica
Certificação internacional de coaching evolutivo
INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Ficha de Inscrição em anexo // A Ficha de Inscrição pode ser fotocopiada
Após confirmação da sua inscrição, o pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária, numerário ou cheque à ordem de EAPN – Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal, Associação, até ao dia 2 de fevereiro
As inscrições são limitadas a 20 participantes e devem ser realizadas até ao próximo dia 2 de fevereiro para:
EAPN Portugal / Núcleo Distrital de Beja
Rua do Jornal Ala Esquerda, 20 | 7800-301 Beja
telefone: 284325744 fax: 284325745 e-mail: n.beja@eapn.pt

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Castelo Branco



Aconteceu no núcleo distrital de Vila Real


AÇÃO DE FORMAÇÃO, Évora


TERTÚLIA: Integração das pessoas de etnia cigana no mercado de trabalho


AÇÃO DE FORMAÇÃO, Vila Real

+ info:
Catarina Oliveira 
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti – Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Vila Real
vilareal@eapn.pt
Rua Dr. Francisco Sales da Costa Lobo, lote 5, -1 rc/esquerdo 3 B
5000-260 Vila Real
T: +00351 259322579 F: +00351 259322001
www.eapn.pt

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

nova direcção da EAPN Portugal/ quadriénio 2017 - 2020


No passado dia 16 de janeiro, às 18 horas, na sede da EAPN Portugal, tomou posse a nova direcção da EAPN Portugal para o quadriénio 2017 - 2020.

Mesa Assembleia Geral

Presidente: Dr. João de Andrade de Almeida Garrett
1º Secretário: Dr. Luís Artur Ribeiro Pereira
2º Secretário: Dr. José Manuel Lemos Pavão

Direção

Presidente: Pe. Agostinho Cesário Jardim Moreira
Vice-Presidente: Dr. José Alberto Mendes Falcão dos Reis
Secretário: Dr.ª Maria Joaquina Madeira
Tesoureiro: Dr. Paulo Jorge da Costa Ramalho
Vogal: Dr.ª Maria Luísa Fernandes Dantas da Silva

Conselho Fiscal

Presidente: Dr. Afonso da Cunha Fernandes
1º Vogal: Dr. Paulo Jorge Rendeiro Correia de Sousa
2º Vogal: Dr. António Carlos de Sousa Pinto

Delegado ao Comité Executivo

Dr. Sérgio Augusto Leite Aires

Suplentes

Direção

Dr. António Manuel Fernandes Condé Pinto
Dr. Manuel Oliveira Seabra
Dr.ª Isabel Maria Marinho Vaz de Freitas
Dr. José Miguel Correia de Lemos Pavão
Dr. José Luís Cortés da Cunha Leão

Conselho Fiscal

Dr. António de Almeida Pinto Marques
Dr.ª Sandra Ribeiro Silva
Dr. Carlos Ochôa de Almeida