Follow by Email

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

“AS VOZES DO SILÊNCIO-LES VOIX DU SILENCE”


“AS VOZES DO SILÊNCIO-LES VOIX DU SILENCE” 

e a EAPN Portugal

convidam a cidade do Porto para mais um encontro, desta vez sobre o Emprego e as Pessoas Sem -Abrigo

Este encontro será em formato de seminário que decorrerá no próximo dia 11 de dezembro das 10h às 17,30 h nas instalações do Museu Nacional de Soares dos Reis, que no âmbito das funções sociais dos museus, se associa á organização deste evento. 

As Vozes do Silêncio - Les Voix du Silence (https://www.facebook.com/asvozesdosilencio/) é uma das 4 plataformas do NPISA do Porto (Núcleo de Planeamento, Intervenção junto das Pessoas em Situação de Sem Abrigo), as outras são, a Plataforma das Organizações Voluntárias, a Plataforma da Triagem e Acompanhamento Social e Plataforma+Emprego. Esta Plataforma pretende organizar encontros na perspetiva do diálogo entre artistas e pessoas em situação de sem abrigo, entre artistas já integrados no mercado de trabalho e aqueles com dificuldade de ai chegar e, portanto, com dificuldades de meios para criar.
Contribui para a inclusão dessas pessoas através da linguagem universal da Arte onde a oportunidade de utilização dos vários espaços de criação e das consequentes trocas de experiencias entre artistas e os “outros/nós” funcionem no domínio da reciprocidade e da igualdade.

Este projeto reclama e tem-no feito, ainda dar voz a pessoas em situação de sem abrigo, neste momento já com a realização do filme As Vozes do Silêncio de Cristophe Bisson, que evoca as histórias de vida dessas pessoas num exercício conjunto entre elas e os artistas, tornando comum a experiência da criação e da reconstrução de responsabilidades, estímulos, sonhos e projetos. Dá - lhes a oportunidade de serem argumentistas e ao mesmo tempo atores na tela. O mesmo acontece com a produção em curso, de um livro com o mesmo nome, com apoio, organização e edição das Edições APURO, onde se dá conta de todo um processo de sensibilização à Cidade do Porto e sua implicação nesta causa (memórias dos encontros e seus resultados), em que as Pessoas com experiência de terem vivido na rua e aqueles que ainda aí se encontram, participam em igual qualidade na relação com a Arte, nomeadamente a escrita, a fotografia… numa aproximação aos melhores poetas, escritores, fotógrafos da Cidade.

O NPISA é uma rede interinstitucional que agrega 68 Organizações, nomeadamente, Serviços Públicos, Instituições Privadas de Solidariedade Social da Cidade, Academias, Associações Artísticas e Organizações Voluntárias da Cidade do Porto ou que dirigem a sua ação às Pessoas sem abrigo da Cidade do Porto. Estes Parceiros distribuem-se pelas diferentes Plataformas, visando retirar da rua e integrar as pessoas sem- abrigo, com os princípios da “Estratégia Nacional de Apoio aos Sem-Abrigo”. 
http://www4.seg-social.pt/documents/10152/13334/enipsa_2009_2015

Inicia a sua ação com cerca de 2500 pessoas na rua, em março de 2009. Atualmente mantém cerca de 900 pessoas em acompanhamento social e de saúde, mais cerca de 100 na rua, estando-se neste momento a proceder ao levantamento daquelas que se encontram “escondidas” em casas abandonadas.
“As Vozes do Silêncio - Les Voix du Silence” iniciaram a sua atividade em 2013 e produziram já 4 encontros: o 1º subordinado ao tema “ A Intervenção Comunitária”, um outro sobre” A exclusão e a Arte”, um terceiro “ Uma vida Como a Arte – Existimos! Nós somos pessoas”, este organizado pelos próprios sem-abrigo com o suporte logístico da Plataforma e, o quarto, subordinado ao tema “A Comunicação Social e os Sem-abrigo em debate”.

Estas Plataformas e o projeto em si nunca tiveram financiamento específico a não ser os meios/recursos quotidianos dos seus parceiros.
Parceiros diretos da Plataforma “ As Vozes do Silêncio – Les Voix du Silence”: Associação “APURO”, artistas em nome individual, Movimento de Pessoas em situação de sem abrigo “Uma Vida como a Arte”, Universidade Católica, Cooperativa WellcomeHome, Segurança Social, Santa Casa da Misericórdia do Porto, Phénix Partenaires.

Contamos com a sua participação! 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

WORKSHOP FORMATIVO: Intervenção na Crise em Saúde Mental Comunitária 4ª edição!


WORKSHOP FORMATIVO

Intervenção na Crise em Saúde Mental Comunitária 4ª edição!


CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
1. Enquadramento geral da Teoria da Crise e da Intervenção em situações de crise ...
2. As especificidades da crise na área da saúde mental
3. Diretivas antecipadas e planos de intervenção em situações de crise
4. A abordagem ecológica e colaborativa da intervenção individual na área da saúde mental

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Abordar métodos e técnicas de intervenção em situações de crise na área da saúde mental
- Delinear e implementar estratégias de intervenção e suporte em situações de crise em contextos comunitários
METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
Brainstorming e método interativo, interrogativo e expositivo. Utilização de técnicas ativas, promovendo-se a participação através da exposição e discussão individual e através de tarefas de grupo partindo das experiências individuais.
DIA 4 de dezembro de 2015
HORÁRIO 9h30 às12h30 e das 14h00 às 17h00
DURAÇÃO 6h
LOCAL Núcleo Distrital de Lisboa da EAPN Portugal | Rua Soeiro Pereira Gomes, 7, Apartamento 311 | 1600-196 Lisboa
INSCRIÇÃO Associados da EAPN Portugal: 15€ // Não associados: 25€
PÚBLICO-ALVO Técnicos da área social e Profissionais de Organizações Sem Fins Lucrativos
ÁREA DE FORMAÇÃO 762 – Trabalho Social e Orientação
MODALIDADE DE FORMAÇÃO Formação contínua de atualização
FORMA DE ORGANIZAÇÃO Formação presencial
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração do Workshop
FORMADORA
Maria João Vargas Moniz. Doutorada em Psicologia Comunitária
INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Ficha de Inscrição em anexo // A Ficha de Inscrição pode ser fotocopiada
As inscrições são limitadas a 20 participantes por Workshop e devem ser realizadas até ao dia 30 de novembro para:
EAPN Portugal/Núcleo Distrital de Lisboa
Rua Soeiro Pereira Gomes, nº 7 Apartamento 311 - 1600-196 Lisboa
telefone: 217986448 e-mail: lisboa@eapn.pt

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Comunicado de Imprensa - EAPN Europa



Rede Europeia Anti Pobreza
RESEAU EUROPEEN DES ASSOCIATIONS DE LUTTE CONTRE LA PAUVRETE ET L’EXCLUSION SOCIALE
SQUARE DE MEEUS, 18 – 1050 BRUXELLES – TEL : 0032 2 226 58 50 – FAX : 0032 2 226 58 69

Quanto mais cedo começarmos, mais facilmente encontraremos soluções
30 Delegações nacionais de pessoas que vivem em situação de pobreza partilham ideias com os decisores políticos da UE relativamente à necessidade de maior coerência social na União Europeia
Bruxelas, 19-20 de novembro de 2015 - As delegações de pessoas que vivem em situação de pobreza provenientes de 30 países europeus debatem durante dois dias (19-20 de novembro) com os responsáveis e decisores políticos da UE com o objetivo de contribuírem na elaboração das políticas que os afetam, na esperança de construir uma maior convergência social na União Europeia.
Na tomada de posse, no Parlamento Europeu, em outubro de 2014, o Presidente Juncker apresentou a nova equipa como a “Comissão da última oportunidade” e instou os legisladores da União Europeia a “ajudá-lo na aproximação da Europa aos seus cidadãos”. Falou também na necessidade de construir uma Europa social de qualidade. Os 122 milhões de pessoas que vivem na Europa e que se encontram em situação de pobreza duvidam, provavelmente, se fazem realmente parte dos cidadãos da União Europeia de quem o Presidente Juncker fala. Os anos de disparidades sofridos devido às “políticas de austeridade”, em que aqueles que menos podiam tiveram que carregar o maior fardo, abalou a confiança das pessoas pobres da União Europeia, e ficou a sensação de que a Europa não pode falhar no que pode ser a última oportunidade de se unir novamente aos seus cidadãos.
“Existem hoje 122 milhões de europeus que estão em risco de pobreza. A Comissão Europeia está focada em promover uma convergência social crescente. Para este fim, estou neste momento a trabalhar no desenvolvimento de um pilar social que assegure que a nossa legislação e quadro político acompanhem os desenvolvimentos de um mercado laboral em rápida mutação, e invista nas pessoas através de um quadro social modernizado, tanto para os que têm trabalho como para os que não têm. Para que estes esforços sejam bem-sucedidos, a colaboração e o envolvimento das pessoas em situação de pobreza e exclusão social é crucial. Os fundos da UE estão também disponíveis para ajudar no combate à pobreza e à exclusão social. Até 2020 estão disponíveis mais de 21 mil milhões de euros do Fundo Social Europeu, bem como 3,8 mil milhões do Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas Mais Carenciadas” disse Marianne Thyssen, Comissária para o Emprego, Assuntos Sociais, Competências e Mobilidade Laboral, na véspera do Encontro.
Apesar desta realidade, as pessoas em situação de pobreza reúnem-se mais uma vez em Bruxelas para apoiar as Instituições e os decisores políticos que lutam para dar uma face mais social à Europa.
Estas pessoas juntam-se para se apoiarem mutuamente, com o objetivo de apresentar ideias do que é necessário fazer para aproximar a Europa aos seus cidadãos. Salientam que uma Europa mais próxima dos cidadãos não é possível apenas com relatórios e exercícios técnicos que muitas vezes os excluem. Para uma Europa mais próxima dos cidadãos, é preciso que ela interaja e debata com todos os


cidadãos, com vista a encontrar e a implementar soluções para os problemas que afetam o dia-a-dia das pessoas.
O acesso à saúde e a outros serviços essenciais, acesso a um trabalho digno, proteção e assistência social adequada, habitação acessível, e o direito de fazer parte de um contexto e de uma comunidade foram os problemas salientados pela delegação sueca. Mas estes foram também reconhecidos por muitas das delegações, apesar dos diferentes contextos e realidades dos países.
Saviour Grima, Vice-Presidente da EAPN, sublinhou que “os líderes da União Europeia enfrentam um desafio chave na união de uma Europa dividida, uma Europa afetada pelas crescentes disparidades sociais e pelo aumento da pobreza, uma Europa que se arrisca a virar as costas aos mais excluídos”.
“Precisamos de uma Europa consciente do seu legado, que orgulhosamente se una para construir e defender uma Europa Unida com sistemas de proteção social funcionais e adequados à realidade atual. Uma Diretiva Europeia de Esquemas de Rendimento Mínimo funcionaria como uma medida de reforço da sua confiança para mostrar que os líderes europeus são sérios em relação ao que chamam uma verdadeira Europa Social”, concluiu.
Evzen Vojkuvka, um membro da delegação checa, afirmou: “Vivi na rua durante 7 anos, durante os quais dei valor à ajuda que as pessoas me davam. Ajudaram-me a encontrar um novo rumo para a minha vida, e por isso decidi envolver-me, agir e ajudar estas pessoas”.
“Agradeço imenso poder estar presente neste Encontro e ouvir as experiências de tantos países. Peço a todos que se sentem numa única mesa, porque só assim poderemos lutar todos contra a pobreza. Quanto mais cedo começarmos, mais facilmente encontraremos soluções” acrescentou Evzen.
Dominique Fabre, representante da Presidência do Luxemburgo, “O objetivo do meu país é aprofundar a Europa social e os valores sociais comuns para a Europa. A inclusão e a proteção social devem ser universal. Temos de lutar contra a pobreza, a exclusão social, o fenómeno dos sem-abrigo e a exclusão habitacional. Estamos aqui para permitir que as pessoas tenham acesso a um trabalho com um salário digno, um emprego seguro, com enfoque nos orçamentos de referência e dos esquemas de rendimento mínimo em todos os países da Europa para que seja possível uma vida digna, o acesso a todos os serviços, incluindo o acesso de todos ao desporto e à cultura”.
“O fenómeno dos sem-abrigo e a pobreza infantil chegaram a níveis inaceitáveis. Ser despejado de uma casa não significa apenas a perda de um teto, mas também um longo caminho que leva à exclusão total. Em 2015, não é isto que a Europa moderna deve ser. Temos de trabalhar para um objetivo comum, a Europa social” acrescentou Dominique Fabre.
Este ano, o Encontro Europeu de Pessoas em Situação de Pobreza teve lugar em Bruxelas, nos dias 19 e 20 de novembro, como uma consulta conduzida pela Comissão Europeia às pessoas que vivem em situação de pobreza, intitulada “CONVERGÊNCIA SOCIAL NA UE – Um diálogo estratégico com Pessoas que Vivem em Situação de Pobreza”. É esperado que os resultados deste Encontro contribuam para a Convenção Anual da Plataforma Europeia contra a Pobreza e a Exclusão Social, que irá provavelmente ocorrer na Primavera de 2016.


Além desta consulta, o Encontro Europeu de Pessoas que Vivem em Situação de Pobreza constituiu um espaço para as delegações poderem partilhar as suas histórias sobre como vivem, o que fazem para combater as suas carências e que apoio esperam receber das autoridades. O Encontro Europeu promove o intercâmbio, a aprendizagem e a solidariedade entre as pessoas e comunidades que vivem diferentes situações de pobreza na Europa.
O Encontro Europeu de 2015 é organizado no Halles des Tanneurs, em Bruxelas, pela Rede Europeia Anti Pobreza (EAPN) com o apoio da Comissão Europeia, a Presidência do Luxemburgo do Concelho da União Europeia e do Fundo da EAPN.
/FIM/
Notas para o editor:
·         Mais informação  sobre o Encontro deste ano está disponível no website “Vozes da Pobreza” gerido pela EAPN
·         Ver o Programa do Encontro
·         Mensagens e fotos
o    
·      O evento no Twitter #2015PEP

·      DADOS SOBRE POBREZA
Todos os dados aqui incluidos foram retirados do Eurostat and EU SiLC 2013 (Community Statistics on Income and Living Conditions http://ec.europa.eu/eurostat/statistics-explained/index.php/People_at_risk_of_poverty_or_social_exclusion
Em 2010, a UE adotou a Estratégia Europeia 2020, que visa orientar a Europa no sentido de um crescimento inteligente, sustentável e uma economia inclusiva. Entre os cinco grandes objetivos desta estratégia, a meta de pobreza foi adotada pela primeira vez, para reduzir em pelo menos 20 milhões o número de pessoas em risco de pobreza ou exclusão social "(AROPE).
O indicador AROPE é definido como a percentagem da população em, pelo menos, uma das seguintes 3 condições:
Þ     Em risco de pobreza (at risk of poverty (AROPE) isto é, abaixo do limiar de pobreza (60% do rendimento mediano equivalente do agregado familiar);
Þ     Numa situação de privação material severa (Uma pessoa é considerada em situação de privação material extrema se não pode custear pelo menos 4 dos 9 itens considerados necessários ou desejáveis nomeadamente: capacidade para pagar uma renda ou as despesas básicas; capacidade para fazer face a despesas inesperadas; capacidade para pagar uma semana de férias por ano fora de casa; existência de dívidas; capacidade de fazer uma refeição com carne frango ou peixe de dois em dois dias; capacidade de manter a casa quente; ter uma máquina de lavar, uma TV a cores, um telefone ou carro próprio”).
Þ     A viver num agregado com uma muito baixa intensidade de trabalho (A intensidade de Trabalho num agregado reflete o quanto os adultos em idade de trabalhar (18-59 anos), trabalharam em relação com o seu potencial de trabalho num ano).
Os dados mais recentes disponíveis (2013) mostram que 24,5% da população da UE, ou seja 122,6 milhões de pessoas, se encontram em risco de pobreza ou exclusão social. 16,7% da população da UE vive em situação de risco de pobreza monetária relativa, 9,6% vive em situação de privação material severa, e 10,7% vive em agregados familiares com uma muito baixa intensidade de trabalho.
As crianças (0-17) têm uma taxa particularmente elevada de pobreza ou exclusão social em 27,6%. Famílias monoparentais e pessoas com crianças dependentes têm o maior risco de pobreza. Para as famílias monoparentais com filhos a cargo o risco de pobreza monetária relativa é 31,9%.
De uma forma geral, a nível da UE, as famílias monoparentais com crianças dependentes são as mais severamente privadas materialmente (20,1%), seguidas das famílias compostas por apenas um membro do sexo masculino (12,5%) e as famílias com dois adultos e três ou mais filhos a cargo (11,4%).
Muito baixa intensidade de trabalho é mais comum em agregados compostos por apenas uma pessoa (23,4%) e famílias monoparentais com crianças dependentes (28,8%).
Em 2013, 46,6% das pessoas desempregadas estavam em risco de pobreza. 8,9% dos que trabalhavam viviam abaixo do limiar da pobreza.

Para mais informação, contacte:
EAPN | Fintan Farrell (Director interino) fintan.farrell@eapn.eu(Tel. +32 (0) 474.79.79.34)–ou Nellie Epinat (Responsável pelo Departamento de Comunicação),nellie.epinat@eapn.eu (Tel. +32 (0) 483.45.45.63).
Comissão Europeia | Christian WIGAND, Porta-voz(+ 32 2 296 22 53).



A European Anti-Poverty Network (EAPN) é a maior rede Europeia de redes nacionais, regionais e locais, envolvendo ONG´s e grupos de base assim com Organizações Europeias ativas na luta contra a pobreza e a exclusão social. Foi criada em.

Reunião com candidato presidencial


Na passada sexta-feira decorreu, na sede da EAPN Portugal, no Porto, uma reunião com o candidato presidencial Henrique Neto.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

“Seminário Transnacional: Europa 2020 – mais participação, melhor governação”



“Seminário Transnacional: Europa 2020 – mais participação, melhor governação”
16 de Dezembro; Lisboa



«Em 2010 a UE lançou a Estratégia Europa 2020 para promover o crescimento inteligente, sustentável e inclusivo, alicerçando-a em 5 objectivos. Num momento em que a revisão da Estratégia é a sua maior certeza, importa trazê-la a público de formas mais plurais e efectivas do que aquelas que se têm desenvolvido. “Europa 2020 - mais participação, melhor governação” é um projecto que pretende responder a este desafio. Liderado pela EAPN Portugal em estreita coordenação com o Fórum Não Governamental para a Inclusão Social (FNGIS) e as suas organizações membro[1], este projecto surge de uma necessidade premente de abrir a caixa da Europa 2020 e do Semestre Europeu e trazer os seus conteúdos ao conhecimento e ao debate junto da sociedade civil.
Neste contexto, o FNGIS está a organizar o “Seminário Transnacional: Europa 2020 – mais participação, melhor governação”, que integra um conjunto de actividades e surge na sequência de dois workshops realizados anteriormente (Porto e Lisboa), que terão agora seguimento numa vertente expositiva, de debate e participativa. Pretendemos criar oportunidades de participação em torno da capacidade e dos contributos possíveis de organizações e cidadãos influenciarem uma estratégia englobante como a Europa 2020.
O evento terá lugar no ISEG, em Lisboa, no dia 16 de Dezembro de 2015, conforme o cartaz em anexo.
A inscrição é gratuita mas obrigatória até dia 11 de Dezembro. Poderá realizá-la enviando email para geral@fngis.pt, com indicação de nome completo, entidade, contacto telefónico e email.



+ INFO: www.fingis.pt

Programa:
http://www.fngis.pt/wp-content/uploads/Programa-Semin%C3%A1rio-EU2020_-16Dez2015_final.pdf

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

“Os fundos comunitários e a luta contra a pobreza e desigualdade no Alto Minho…um debate urgente!”

“Os fundos comunitários e a luta contra a pobreza e desigualdade no Alto Minho…um debate urgente!”

 «A EAPN Portugal tem como um dos seus principais objectivos a promoção do debate sobre os mais diversos temas sociais, para que possam ser criadas sinergias mais eficazes na luta contra a pobreza e a exclusão social. Assim, o Núcleo Distrital de Viana do Castelo da EAPN Portugala promove regularmente encontros de reflexão e debate como formas de mobilizar a participação dos cidadãos para a urgente e difícil tarefa de lutar contra a pobreza.


Com este objectivo o Núcleo Distrital de Viana do Castelo da EAPN Portugal irá realizar em Novembro mais uma mesa redonda, desta vez sobre os fundos comunitários e a luta contra a pobreza e a desigualdade no Alto Minho…

 Assim, convidamos a estar presente nesta iniciativa, no próximo dia 4 de Dezembro, a partir das 14.00 horas, no auditório do Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo.
Participe E dê -nos a sua opinião e contributo para uma melhor compreensão da situação económica e social que vivemos no distrito de Viana do Castelo.»

+ info:
 Hélder Pena
 Núcleo Distrital de Viana do Castelo
 EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
 Rua Salvato Feijó – Torre Active Center - 1º Andar Loja AA
4900-415 Viana do Castelo
 Tel. +00351 258 817 034
 vianadocastelo@eapn.pt
 www.eapn.pt

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

14º Encontro de Pessoas em Situação de Pobreza


“Basta de palavras! Somos Seres Humanos. 
Não somos Números”
Mensagem chega a Bruxelas já amanhã, 
com um pedido de ação aos líderes europeus

“Por detrás dos números, há famílias, pessoas tantas vezes desesperadas. Ouçam-nos, queremos dialogar, é para dizer isto, aos líderes europeus que vamos a Bruxelas”, explica Cidália Barriga, 41 anos, desempregada há quatro. Trabalhou como técnica de ação educativa, em Évora, onde vive e, depois de ser despedida, “por haver muitas escolas a fecharem”, nunca mais voltou a ter emprego. Fez formações, participou em workshops e conheceu a EAPN Portugal. “Quando dei conta já estava completamente imbuída do espírito desta organização e a trabalhar para fazer passar a mensagem a favor da luta contra a pobreza e a exclusão social, a qual partilho na totalidade”. Foi assim que Cidália Barriga se juntou à delegação portuguesa que estará no 14º Encontro de Pessoas em Situação de Pobreza, a ter lugar em Bruxelas nos próximos dias 19 e 20 de novembro.

Pode continuar a ler a notícia AQUI

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Sessões de apresentação por todo o país



« Ao abrigo do Acordo de Cooperação da EAPN Portugal com o IEFP, IP, foi desenvolvido um estudo de caracterização das organizações da economia social em Portugal, no que respeita a práticas de empregabilidade, particularmente à aplicação de políticas ativas de emprego. A abordagem às Políticas Ativas de Emprego assumiu-se estratégica em dois âmbitos: enquanto instrumento de apoio às organizações da Economia Social como agentes empregadores e como instrumento de desenvolvimento das mesmas enquanto entidades promotoras da empregabilidade dos seus públicos.

O presente estudo teve a sua primeira fase conclusiva no passado dia 18 de Junho, através do seu seminário de apresentação, no qual se discutiram as suas principais etapas e conclusões junto de um painel diversificado de comentadores. Chega agora o momento de alargar a divulgação do mesmo a todo o território nacional através de um conjunto de sessões de apresentação. Tiveram já lugar sessões em Évora, Lisboa e Faro e iremos ainda ao seu encontro nas seguintes cidades:


  • 2 de Dezembro – Coimbra
  • 3 de Dezembro - Covilhã   
  • 10 de Dezembro - Guimarães


Inscrição gratuita mas obrigatória.
Documentação AQUI


+ info:
Liliana Pinto
EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
Departamento de Desenvolvimento e Formação
liliana.pinto@eapn.pt
Rua de Costa Cabral, 2368
4200-218 Porto
Tel. 00351 225420808 | Fax. 00351 225403250

ACONTECEU NO NÚCLEO DISTRITAL DE VILA REAL




«Decorreu nos dias 12 e 13 de novembro, na sala do Museu de Arqueologia e Numismática de Vila Real, a ação de formação sobre parentalidade positiva com o sugestivo título “Quem sai aos seus … ” direcionada para os Comissários das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens do distrito de Vila Real, promovida pelo Núcleo Distrital de Vila Real da EAPN Portugal, no âmbito do protocolo estabelecido entre a EAPN Portugal e a Comissão Naci...onal de Proteção de Crianças e Jovens em Risco.
A psicóloga Mafalda Branco - autora do blogue http://www.dooutroladodoespelho.pt - foi a formadora selecionada para facilitar e animar este grupo de 24 formandos representantes das CPCJ dos concelhos de: Alijó, Boticas, Chaves, Mesão Frio, Montalegre, Murça, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Vila Pouca de Aguiar.
No final da formação, o grupo de formandos adquiriu conhecimento sobre os princípios da parentalidade positiva, sobre o coaching parental, desenvolveu competências de comunicação positiva no trabalho com as famílias e desenvolveu competências de gestão de conflitos.
As famílias enfrentam hoje imensos desafios, não só decorrentes da atual conjuntura económica, mas também de questões sociais e educacionais que estão em mudança. Reconhece-se hoje a valiosa e fundamental ação que os técnicos têm na capacitação dos pais e no apoio aos mesmos perante as dificuldades sentidas no seu papel.
Neste sentido, ficou a certeza de que para o ano vamos dar continuidade a ações como esta com o objetivo de descobrir e identificar um conjunto de estratégias que facilitem a relação dos técnicos/as com as famílias. Obrigada a todos/as!»

Catarina Oliveira 



+ INFO:
Catarina Oliveira
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti – Pobreza
Técnica do Núcleo Distrital de Vila Real
vilareal@eapn.pt
Rua Dr. Francisco Sales da Costa Lobo, lote 5, -1 rc/esquerdo 3 B
5000-260 Vila Real
T: +00351 259322579 F: +00351 259322001 T: 964764081
www.eapn.pt

ACONTECEU NO NÚCLEO DISTRITAL DE SANTARÉM


«Decorreu no passado dia 5 de novembro às 14h30, o Workshop “(Re)Pensar Práticas e Estratégias de Cidadania Ativa”, organizado pelo Núcleo Distrital de Santarém da EAPN.
Assistiram cerca de 70 pessoas e estiveram presentes os Conselhos Consultivos de Cidadãos de Leiria, Coimbra e Santarém, além da Técnica Maria José Vicente do Gabinete de Investigação e Projeto da EAPN Portugal.
Após a intervenção de um elemento do Conselho Consulti...vo de Cidadãos de Leiria, um elemento do Conselho Consultivo de Cidadãos de Santarém e da Técnica Maria José Vicente, iniciou-se um debate com a plateia sobre a cidadania e a participação ativa.
O Workshop terminou com a apresentação da peça de teatro “Espelho Mágico” pelo Conselho Consultivo de Cidadãos de Coimbra, que representou os estereótipos existentes na sociedade relativamente à pobreza.

Ricardina B. Dias
Técnica do Núcleo Distrital de Santarém
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza santarem@eapn.pt Rua Prior do Crato, nº 2 ,
2005-364 Santarém
Telefone: 00351 243306279;
www.eapn.pt

II Fórum "Pobreza e Exclusão Social: oportunidades para o Terceiro Setor"


II Fórum "Pobreza e Exclusão Social: 
oportunidades para o Terceiro Setor" 
26 de novembro, Santarém


A EAPN Portugal/Núcleo Distrital de Santarém dinamiza o Ciclo de Fóruns Participativos “Estratégias de Cidadania no Terceiro Setor” que tem por objetivo auscultar as instituições do terceiro setor sobre as suas dificuldades/constrangimentos/necessidades. A recolha dos contributos e reflexões pelos parceiros dará lugar a um Caderno de Recomendações Temático a ser apresentado e v...alidado posteriormente, em evento público, por especialistas e deputados eleitos pelo círculo eleitoral de Santarém.
A pobreza e exclusão social constituem uma violação dos direitos humanos, afastando os cidadãos de uma matriz democrática "supostamente" existente na nossa sociedade.

"Sabia que...a pobreza causa sofrimento? O desemprego ou o medo de perder o emprego, o endividamento e o empobrecimento têm efeitos imediatos no equilíbrio emocional dos cidadãos e consequências tais como ansiedade, depressão, perda de auto-estima, desespero e até sucídio?" Campanha Diga NÃO à Pobreza.
Constata-se que o Terceiro Setor necessita de políticas estruturantes. É necessário uma mudança de paradigma que já se fez em termos teóricos, mas a nível paradigmático-político muito há a fazer. As respostas sociais existentes revelam-se ineficientes face à mudança social e adversidade decorrente da crise estrutural em que o país se encontra. Quais os desafios e oportunidades existentes para o terceiro setor? O que necessitamos de mudar em termos políticos?

+ info:
Ricardina B. Dias
Técnica do Núcleo Distrital de Santarém
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
santarem@eapn.pt
Rua Prior do Crato, nº 2 ,
2005-364 Santarém
Telefone: 00351 243306279;
www.eapn.pt

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Gala Solidária contra a Violência Doméstica


« O Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica do Distrito de Bragança da ASMAB, em parceria nom o Núcleo distrital de Bragança da EAPN Portugal, vão levar a cabo, dia 1 de dezembro no Teatro Municipal de Bragança, uma Gala Solidária contra a Violência Doméstica.
A entrada é 3€. Os bilhetes podem ser adquiridos no Núcleo distrital da EAPN e na ASMAB.


+ info:
Ivone Florêncio
Técnico do Núcleo Distrital de Bragança
braganca@eapn.pt
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti – Pobreza
Av. Dinastia de Bragança, lote 7 R/C Dtº
5300-302 Bragança
Tel: 273 332 913 Fax: 273 332 912
www.eapn.pt

“Os fundos comunitários e a luta contra a pobreza e desigualdade no Alto Minho…um debate urgente!”


“Os fundos comunitários e a luta contra a pobreza e desigualdade no Alto Minho…um debate urgente!”

 «A EAPN Portugal tem como um dos seus principais objectivos a promoção do debate sobre os mais diversos temas sociais, para que possam ser criadas sinergias mais eficazes na luta contra a pobreza e a exclusão social. Assim, o Núcleo Distrital de Viana do Castelo da EAPN Portugala promove regularmente encontros de reflexão e debate como formas de mobilizar a participação dos cidadãos para a urgente e difícil tarefa de lutar contra a pobreza.


Com este objectivo o Núcleo Distrital de Viana do Castelo da EAPN Portugal irá realizar em Novembro mais uma mesa redonda, desta vez sobre os fundos comunitários e a luta contra a pobreza e a desigualdade no Alto Minho…

 Assim, convidamos a estar presente nesta iniciativa, no próximo dia 4 de Dezembro, a partir das 14.00 horas, no auditório do Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo.
Participe E dê -nos a sua opinião e contributo para uma melhor compreensão da situação económica e social que vivemos no distrito de Viana do Castelo.

+ info:
 Hélder Pena
 Núcleo Distrital de Viana do Castelo
 EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
 Rua Salvato Feijó – Torre Active Center - 1º Andar Loja AA
4900-415 Viana do Castelo
 Tel. +00351 258 817 034
 vianadocastelo@eapn.pt
 www.eapn.pt

Crianças felizes precisam-se! Que presente vivemos? Que futuro construímos?



Crianças felizes precisam-se! Que presente vivemos? 
Que futuro construímos?

« O Núcleo Distrital de Coimbra da EAPN Portugal e o Município da Mealhada, em parceria com as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Cantanhede, Mealhada e Mira, vão organizar o II Encontro Temático Inter-comissões, subordinado ao tema:
“Crianças felizes precisam-se! Que presente vivemos? Que futuro construímos? ...
Pretendemos com este II Encontro continuar a promover a partilha e a troca de experiencias entre as diversas entidades que direta ou indiretamente trabalham com a criança, refletindo sobre o papel das crianças e jovens nos dias de hoje com base nas respostas atuais, bem como dos diversos desafios que a mesma atravessa na atual conjuntura do País, com vista à construção de uma cidadania plena.
Participe!
O Encontro realizar-se-á a 02 de Dezembro, no Cine-Teatro Messias na Mealhada, entre as 09:30 e as 17:00, conforme programa, para o qual gostaríamos desde já de convidar V/Ex.ª a participar. A inscrição é gratuita e a data limite para fazer a inscrição é dia 30 de Novembro de 2015, mediante preenchimento de ficha de inscrição.»

A Coordenação do Núcleo Distrital de Coimbra
+ INFO:
Susana Lima
Técnica do Núcleo Distrital de Coimbra
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza
coimbra@eapn.pt
Estrada de Coselhas, Quinta da Conchada, Lote 19/20, 1º dto
3000-125 Coimbra
Tel. 00351 239 834 241 Fax. 00351 239 840 796
www.eapn.pt

Aconteceu no Núcleo Distrital de Faro


« Imagens relativas ao Workshop “ Posso entrar: uma abordagem à questão dos refugiados”, promovido pelo Núcleo Distrital de Faro da EAPN Portugal e dinamizado pela Cooperativa Mandacaru. A iniciativa aconteceu no passado dia 9 de Novembro, com o 2º ano do Curso de Educação Social, na Universidade do Algarve».
+ INFO:
Dionisia Pedro
EAPN Portugal/ Rede Europeia Anti-Pobreza...
Técnica do Núcleo Distrital de Faro
n.faro@eapn.pt
rua D.Jerónimo Osório, nº 5, 2º Dto.
8000-307 Faro
Tel 289 802 660 Fax 289 802 662
www.eapn.pt

Comemoração dos 10 anos do Núcleo Distrital de Viseu



«O Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal (Rede Europeia Anti- Pobreza) celebra em 2015 os seus primeiros 10 anos de existência. Iremos assinalar essa data através de um Seminário no próximo dia 27 de novembro em parceria com a Escola Superior de Educação de Viseu, local onde se irá realizar. Será um evento de dia inteiro, com um programa que pretende destacar as principais áreas de atuação da EAPN Portugal, correspondentes também a algumas das mais importantes esferas de intervenção social atual. Assim, o programa constará de intervenções de diversos oradores sobre o tema na parte da manhã e de um conjunto de 4 workshops na parte da tarde (comunidades ciganas, pessoas idosas, pessoas com deficiência e incapacidade e crianças e jovens em risco) , para o qual todos os participantes se deverão inscrever num deles, além de várias surpresas ao longo do dia.


 A ficha de inscrição, que deve ser preenchida para que a inscrição seja confirmada, juntamente com o workshop em que se pretendem inscrever. Convidamos tod@s a estarem presentes no dia!!! Para qualquer questão, dúvida ou esclarecimento estamos disponíveis através dos contactos 91 4 77 77 92 (José Machado)/ 232 468 472 ou do mail viseu@eapn.pt

http://www.esev.ipv.pt/seminarioEAPN/


 para verificar as inscrições:
 http://www.esev.ipv.pt/seminarioEAPN/inscri/lista.aspx


 + INFO:
 José Machado
 Técnico do Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal
 EAPN / Portugal- Rede Europeia Anti Pobreza
 viseu@eapn.pt
 Rua Dr. Cesar Anjo, Lote 2 R/C F
 3510-009 VISEU
 Telefone:232468472 Fax:232468474
 www.eapn.pt

Aconteceu no Núcleo Distrital de Santarém




« O evento “Caminhos para a Parentalidade Positiva”, promovido pelo Núcleo Distrital de Santarém da EAPN Portugal, decorreu nos dias 6, 7 e 8 de novembro, no Centro Comercial WShopping.
A iniciativa contou com a parceria do Centro Comercial W Shopping e do Grupo
Família+, que surgiu no âmbito de um projeto desenvolvido pelo Núcleo
Distrital de Santarém da EAPN Portugal.
...
Nos dias 6 e 7 contamos com a presença dos seguintes oradores: Ana Paula Silva; Conceição Reis; Sílvia Caraça; Fátima Gameiro; Carlos Cunha; Cristina Nogueira da Fonseca; Leonor Ferreira; Georgette Lima; Lurdes Véstia; Isabel Fonseca e Jorge Rio Cardoso.
No dia 7 organizamos um espaço de animação infantil que contou com as seguintes atividades: Hora do Conta; Artes Criativas; Pinturas Faciais e Modelagem de Balões.
No dia 8 decorreu o Zumba Family, com a participação da professora Vera Batista do XL’s Ginásio Feminino Low Cost.
Durante todo o evento, participaram técnicos das instituições da economia social e várias pessoas da comunidade em geral.
Gostaríamos ainda de agradecer a colaboração da Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém (pinturas faciais), ao Sr.
António Júlio (animação infantil) e ao Sr. Mário (sistema de som) que contribuíram para o sucesso desta iniciativa.

Ricardina B. Dias
Técnica do Núcleo Distrital de Santarém
EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza santarem@eapn.pt Rua Prior do Crato, nº 2 ,
2005-364 Santarém
Telefone: 00351 243306279;
www.eapn.pt

Colóquio: “Um olhar sobre o Bem-estar das crianças e jovens segundo a perspetiva dos Direitos da Criança”



Colóquio:
 “Um olhar sobre o Bem-estar das crianças e jovens segundo a perspetiva dos Direitos da Criança” 

A EAPN Portugal, enquanto entidade promotora de um Grupo de trabalho Nacional sobre Pobreza Infantil organiza no âmbito desse mesmo grupo de trabalho um Colóquio subordinado ao tema: “Um olhar sobre o Bem-estar das crianças e jovens segundo a perspetiva dos Direitos da Criança”. Este evento está associado às comemorações do dia 10 de dezembro - Dia Internacional dos Direitos Humanos e iremos nesse dia refletir, através dos contributos dos diferentes conferencistas, sobre os Direitos da Criança.
Entrada livre com inscrição até 7 de dezembro para: EAPN Portugal |Fátima Veiga – fatima.veiga@eapn.pt 
Local: Atmosfera M Porto, Rua de Júlio Dinis Data: 2015/12/10 Hora: 9.30h


PROGRAMA

9:30h – 10:30h Sessão de abertura
Pe. Agostinho Jardim Moreira - Presidente da EAPN Portugal
Professor Eugénio da Fonseca - Presidente da Caritas Portuguesa
Juiz Armando Leandro, Presidente da Comissão Nacional Crianças e Jovens em Risco e Perigo
10:30h – 11:00h Conferência de abertura: “A importância da perspetiva dos direitos da criança na análise do bem-estar das
crianças e jovens”, Amélia Bastos, ISEG –UL
11:00h – 11:30h Intervalo para café
11:30h – 12.30h Painel I: Os direitos de sobrevivência
Fernando Diogo – Universidade dos Açores CICS.NOVA
Liliana Fernandes – Universidade Católica do Porto
Moderador – Maria do Céu Brandão, ASAS Santo Tirso
12:30h – 13:00h Debate
13:00h – 14:30h Almoço livre
14:30h – 15:15h Painel II – Os direitos relativos ao desenvolvimento
Maria João Leote de Carvalho – Universidade Nova de Lisboa CICS.NOVA - Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais, Universidade Nova
de Lisboa
*Pedro Strecht – Médico psiquiatra, especialista em Infância e Adolescência.
15:15h – 16:00h Painel III – Os direitos relativos à proteção
Dulce Rocha - IAC
Clara Sottomayor – Juíza Conselheira Supremo Tribunal de Justiça
Moderadora: Fátima Pinto, CNASTI
16:00h - 16:30h – Debate
16:30h – 16:45h – Pausa
16:45h – 17:45h – Painel IV – Os direitos relativos à participação
Sérgio Costa Araújo – Eurochild
Gabriela Trevisan – Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti/CIEC/Uminho
Moderação: Fátima Veiga, EAPN Portugal
17:45h – 18:15h – Debate
18:15h – 18:45h – Conclusões - Manuel Sarmento - Universidade do Minho
*oradores a confirmar


Comissão organizadora - ASAS de Santo Tirso, CNASTI,
Cáritas Portuguesa, EAPN Portugal, EUROCHILD, IAC,
ISEG- UL (Amélia Bastos), Universidade dos Açores CICS
NOVA (Fernando Diogo), Universidade do Minho –
CIEC (Manuel Jacinto Sarmento).

terça-feira, 10 de novembro de 2015

“A mais bela fogueira começa com pequenos ramos – direitos humanos, cidadania e participação”




«Decorreu no dia 3 de novembro, no auditório do Museu da Vila Velha, em Vila Real duas sessões intituladas “A mais bela fogueira começa com pequenos ramos – direitos humanos, cidadania e participação” direcionada as comunidades ciganas vila realenses, promovida pelo município de Vila Real, em parceria com o Núcleo Local de Inserção de Vila Real e Núcleo Distrital de Vila Real da EAPN Portugal (entidade facilitadora das sessões).
O objetivo destas sessões foi o de contribuir para a integração das comunidades ciganas na cidade de Vila Real debatendo os direitos e deveres dos cidadãos portugueses, exercício de cidadania e participação cívica sempre fazendo a ponte com as comunidades ciganas e a cultura cigana nos espaços territoriais e habitacionais, nomeadamente em contexto de habitação social, mas também em contexto de comunidade inserida na cidade de Vila Real.
Foi permitida, com a participação de todos, a realização de exercícios  com base em metodologias participativas, e foi notória a participação, envolvimento e motivação que estes participantes demonstraram ter ao longo dos exercícios. O tema declaração universal dos direitos do Homem foi amplamente discutido tendo sido muito interessante verificar que na prática estes participantes reconheceram grande parte dos direitos e deveres descritos nesta declaração. A ponte com a realidade destas comunidades no espaço bairro (habitação social e cidade, relações de vizinhança e espaço doméstico), a importância da educação e escolarização, saúde, liberdade de expressão foram claramente evidenciados pelos grupos.
Uma das nossas ideias chave que foi compreendida por todos: estas sessões não pretendem acabar com a cultura cigana, mas pretendemos que as comunidades ciganas, com a sua cultura e tradições,  vivam numa sociedade inclusiva. Neste sentido, as comunidades ciganas tem de conviver e incluir as comunidades não ciganas e vice-versa.
Em termos de nº de participantes participaram um total de 21 pessoas: 12 pessoas de manhã (mulheres apenas); 9 pessoas de tarde (7 mulheres e 2 homens).
No final de cada sessão foi verbalizada pelos participantes a vontade em continuar com estas sessões explorando outros temas como saúde, educação, emprego, exclusão social, proteção social.»


Catarina Oliveira | Técnica do Núcleo Distrital de Vila Real da EAPN Portugal

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Intervenção na Crise em Saúde Mental Comunitária


WORKSHOP FORMATIVO
 Intervenção na Crise em Saúde Mental Comunitária 

3ª edição


 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
 1. Enquadramento geral da Teoria da Crise e da Intervenção em situações de crise
2. As especificidades da crise na área da saúde mental
 3. Diretivas antecipadas e planos de intervenção em situações de crise
 4. A abordagem ecológica e colaborativa da intervenção individual na área da saúde mental

 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 - Abordar métodos e técnicas de intervenção em situações de crise na área da saúde mental
 - Delinear e implementar estratégias de intervenção e suporte em situações de crise em contextos comunitários

 METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
 Brainstorming e método interativo, interrogativo e expositivo. Utilização de técnicas ativas, promovendo-se a participação através da exposição e discussão individual e através de tarefas de grupo partindo das experiências individuais.

 DIA 23 de novembro
 HORÁRIO 9h30 às12h30 e das 14h00 às 17h00
 DURAÇÃO 6h
 LOCAL Núcleo Distrital de Lisboa da EAPN Portugal | Rua Soeiro Pereira Gomes, 7, Apartamento 311 | 1600-196 Lisboa
INSCRIÇÃO Associados da EAPN Portugal: 15€ // Não associados: 25€
PÚBLICO-ALVO Técnicos da área social e Profissionais de Organizações Sem Fins Lucrativos
ÁREA DE FORMAÇÃO 762 – Trabalho Social e Orientação
 MODALIDADE DE FORMAÇÃO Formação contínua de atualização
 FORMA DE ORGANIZAÇÃO Formação presencial
 CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
 CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração do Workshop
 FORMADORA
Maria João Vargas Moniz. Doutorada em Psicologia Comunitária

As inscrições são limitadas a 20 participantes por Workshop e devem ser realizadas até ao dia 18 de novembro para:
 EAPN Portugal/Núcleo Distrital de Lisboa
Rua Soeiro Pereira Gomes, nº 7 Apartamento 311 - 1600-196 Lisboa
telefone: 217986448 e-mail: lisboa@eapn.pt

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Seminário Final do Projeto (In)Formar para a Igualdade e para a Cidadania

 + info: AQUI 


Impactos do Terceiro Sector em Contexto de Crise

Seminário Internacional: 

Impactos do Terceiro Sector em Contexto de Crise

13 de novembro, 14h-17h
Auditório da Faculdade de Economia 

da Universidade de Coimbra

Apresentação

O terceiro sector, ou a economia social, como tem vindo a ser designada em Portugal, encontra-se num momento decisivo. Ao mesmo tempo que se lhe colocam desafios sobre o modo como se pensa e atua, é também desafiado pelo contexto de reestruturação e crise que os sistemas de bem-estar atravessam.

Este seminário pretende aprofundar a reflexão sobre o futuro do terceiro sector a partir de uma análise coletiva, por um lado, sobre a identidade e papéis do terceiro sector e o seu impacto e, por outro lado, sobre o modo como a crise tem vindo a moldar as estratégias de resposta e a própria identidade do terceiro sector. (Ver mais)

Programa

Moderação: Pedro Hespanha (FEUC/CES)
14.00 – Apresentação/abertura MISIE/EAPN
14.15 – “The Third Sector Impact project: concepts and preliminary results”
Bernard Enjolras (Institute for Social Research, Oslo)
15:00 – Debate
15:30 – Intervalo
15.45 – “O impacto da crise no terceiro sector em Portugal: resultados de uma investigação”
Elizabeth Santos (EAPN-Portugal)
16.30 – Comentário: terceiro sector, impacto e os desafios da crise
Sílvia Ferreira (FEUC/CES)
Mónica Lopes (CES/FEUC)
17.00 – Encerramento

Inscrições

A participação é gratuita mas requer inscrição prévia afim de dar acesso a Certificado de Participação.

Participantes

  • Bernard Enjolras
  • Pedro Hespanha
  • Elizabeth Santos
  • Sílvia Ferreira
  • Mónica Lopes

Organização

MISIE e EAPN – Portugal

Contactos: Sílvia Ferreira, smdf@fe.uc.pt; Elizabeth Santos, elizabeth.santos@eapn.pt

Mais info aqui

II CICLO DE WORKSHOPS PARA A QUALIFICAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS


II CICLO DE WORKSHOPS PARA A QUALIFICAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS na Guarda
Ciclo de Workshops_ 12 e 25 nov 2015
"Pelo segundo ano consecutivo, a EAPN Portugal/Núcleo Distrital da Guarda dinamiza um Ciclo de Workshops de curta duração para a abordagem de práticas ligadas à qualificação das organizações sociais. Estes workshops pretendem ser um espaço de partilha de ideias e experiências mas também de atualização de conhecimentos e aquisição de competências práticas ligadas aos processos de qualificação das organizações sociais.
Temas e Datas
“Comunicação institucional” _ 30 junho
“Criatividade e inovação nas organizações sociais” _ 12 novembro
“Angariação de Fundos” _ 25 novembro
Duração
7 horas (cada workshop)
09h30 – 13h00 / 14h00 – 17h30
Local
Sala 66 da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda
Destinatários
Dirigentes, Técnicos e colaboradores das organizações com respostas sociais que estejam interessados em promover a qualificação dos seus serviços.
Condições de Participação
Inscrições: envio de ficha de inscrição preenchida para o email guarda@eapn.pt até 2 dias antes da realização de cada Workshop. É dada prioridade de participação aos Associados da EAPN Portugal. As inscrições são sempre limitadas a 25 pessoas.
Preço: Associados EAPN Portugal _ 10€ / Não Associados _ 15€
Pagamento: O pagamento deverá ser efetuado por cheque, dinheiro e/ou transferência bancária, junto do Secretariado, no dia de cada Workshop, onde será passado o respetivo recibo.
A cada participante é entregue um Certificado de Participação se completar a totalidade de duração do respetivo Workshop. Também será entregue um Certificado a cada instituição que se fizer representar neste Ciclo de Workshops.
~ WORKSHOP “CRIATIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS” ~
12 novembro 2015
09h30 – 13h00 / 14h00 – 17h30
Sala 66 da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (IPG)
Objetivos
1. Desenvolver e estimular o potencial criativo das organizações, tornando os colaboradores em agentes de inovação;
2. Potenciar o desenvolvimento das organizações sociais através de métodos criativos;
3. Contribuir para a melhoria e inovação dos serviços prestados pelas organizações sociais.
Programa
- Definição do conceito de Criatividade
- A criatividade na área social - implicações práticas
- Treinar a criatividade: Promoção da criatividade individual e em contexto de grupo (trabalho de equipa)
- Estratégias para o desenvolvimento do pensamento criativo nas organizações sociais
Dinamizadoras
Patrícia Arrais | A trabalhar na área social desde 2009, a sua metodologia de intervenção foca-se na implementação de abordagens inovadoras e criativas, de base empírica e teórica. É Psicóloga Clínica, com Mestrado pela Universidade de Coimbra e os conhecimentos nas áreas do Coaching, da Programação Neurolinguística e do Mindfulness, nas quais tem certificação, têm-lhe permitido desenvolver funções em parceria e no âmbito de projectos de intervenção social, bem como ser formadora e consultora. Tem experiência sobretudo nas áreas da criatividade, inovação, empreendedorismo, gestão de conflitos, motivação, igualdade de género, violência doméstica, luto e saúde mental.
Sandra Ladeiro | Psicóloga, Coach e Formadora. Conta com uma larga experiência no papel de técnica e Diretora Técnica em contexto de IPSS e colabora atualmente com instituições e organizações do terceiro sector como consultora e formadora. A metodologia adotada na sua abordagem é a Psicologia positiva e o Coaching em prol do Bem-estar e Sucesso. Licenciada pela Universidade de Coimbra em Psicologia, certificada internacionalmente em Programação Neurolinguística e life coaching.
_____________________________________________________
Inscrições até 10 de novembro para os contactos da EAPN Portugal/Núcleo Distrital da Guarda
~ WORKSHOP “ANGARIAÇÃO DE FUNDOS” ~
25 novembro 2015
09h30 – 13h00 / 14h00 – 17h30
Sala 66 da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (IPG)
Objetivos
Objetivo Geral: Compreender a importância da angariação de recursos para a sustentabilidade dos projetos e da gestão das organizações do Terceiro Sector.
Objetivos Específicos:
• Definir angariação de fundos;
• Compreender a importância do planeamento estratégico da angariação de recursos;
• Identificar as principais fontes e formas de angariação de recursos;
• Compreender a diferença entre a doação e investimento social;
• Identificar principais oportunidades de angariação de recursos;
• Compreender as directrizes para a elaboração de uma proposta de financiamento;
• Compreender as principais regras de relacionamento com os financiadores.
Programa
1. Diferença entre Doação e investimento social
2. Fontes d formas de angariação de fundos
3. Perspetivas dos financiadores
4. Propostas de Financiamento
5. Prospeção de potenciais financiadores
6. Relação com financiadores
7. Planeamento estratégico da angariação de fundos
Dinamizador
João Mesquita | Licenciado em Economia, formador e consultor em áreas como a angariação de fundos, planeamento e avaliação de programas e projetos. Foi Coordenador Geral da Associação PAR – Respostas Sociais e dirigente no Conselho Nacional de Juventude.
_____________________________________________________
Inscrições até 23 de novembro para os contactos da EAPN Portugal/Núcleo Distrital da Guarda
+ info:
Cátia Azevedo
Técnica do Núcleo Distrital da Guarda
guarda@eapn.pt
EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
Largo Paço do Biu, N.º 19
6300-592 Guarda
Telemóvel: 964 764 067
Telf: 00351 271 227 506 | Fax: 00351 271 227 507
www.eapn.pt