Follow by Email

quinta-feira, 30 de junho de 2011

“SUSTENTABILIDADE DAS ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS”

Ação de formação: 5,6 e 12 de Julho, em Almada
"SUSTENTABILIDADE DAS ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS"


«Num momento de fortes desafios e exigências com que se deparam as organizações sociais, especificamente as sem fins lucrativos (OSFL), impõe-se discutir e refletir sobre conceitos e métodos que permitam garantir e conferir-lhes sustentabilidade.
A importância da gestão e a eficácia das ações como imperativo de sustentabilidade, o reforço da responsabilidade para a qualidade e a profissionalização da gestão das OSFL, a sustentabilidade do Terceiro Setor e o seu contributo para a transformação social, são cada vez mais questões-centrais que importa analisar de forma ampliada.

+ INFO
Ana Vizinho

EAPN Portugal
setubal@eapn.pt
Av. D. João II, Nº14 - R/C Dtº
2910-548 Setúbal
Tel: +00351 265 535 330 Fax: +00351 265 535 329
http://www.eapn.pt/

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Assembleia Geral da EAPN: Declaração final



«A Assembleia-geral da EAPN decorre num momento de agitação crescente devido à falha dos governos dos Estados-membros da União Europeia (EU) em adoptarem medidas de solidariedade que protejam as pessoas em vez dos mercados, como resposta à actual crise. Os delegados advertiram que a Europa não terá o apoio dos seus cidadãos, se esta enfraquecer os alicerces dos “Estados Previdência”.

A EAPN vê que, por toda a UE, os planos de ‘resgate’ e de crédito contribuem para que, ainda, mais pessoas caiam em situação de pobreza extrema, ameaçando a coesão social e reforçando a influência dos mercados financeiros e das agências de especulação, em particular, nos países que estão sujeitos a cumprir os acordos de regaste financeiro com o FMI/EU e em que as condições de empréstimo têm taxas de juro punitivas. A resposta à crise é dirigida por programas de austeridade com um impacto desproporcionado nos grupos mais vulneráveis da sociedade.
Ao reforçar programas de austeridade insustentáveis, a UE e os Estados-membros recusaram-se, continuamente, a impor disciplina económica ou responsabilidade financeira aos sistemas de troca especulativos que causaram a crise, tanto a nível internacional como na UE. Por outro lado, parece que o Banco Central Europeu tem vindo a colocar o interesse dos Bancos acima do bem-estar dos cidadãos europeus.
Com estas abordagens, a Europa nunca será bem-sucedida na redução das taxas de pobreza e a sua resposta para a crise arruína as perspectivas a curto e a longo prazo para garantir sociedades mais justas e igualitárias. Neste contexto, não é de admirar, apesar de muito preocupante, que o apoio ao projecto de integração europeia está no seu ponto mais crítico.

A EAPN não aceita o argumento de que não há alternativas para estas medidas de austeridade draconiana. Os delegados da Assembleia-geral da EAPN apelam aos líderes europeus para darem ao Projecto Europeu um novo coração:

1. Colocar o desenvolvimento sustentável e a solidariedade no coração das prioridades da União Europeia e os direitos humanos no centro dos seus esforços para combater a pobreza e a exclusão social.

2. Fixar objectivos, ambiciosos e coerentes, de redução da pobreza e exclusão social que reflitam os três indicadores acordados no Conselho Europeu (Junho de 2010) e garantir uma monitorização rigorosa do progresso, incluindo a realidade daqueles que vivem em situação de pobreza extrema. A impossibilidade de alcançar, ano após ano, o objectivo de redução da pobreza deve, tendo em conta aquela monitorização, ser considerado inaceitável.

3. Defender e promover o “estado de bem-estar” e os direitos sociais como um pré-requisito necessário para a retoma económica, tendo em conta o acompanhamento da Recomendação sobre a Inclusão Ativa, através da adoção da Diretiva-quadro Europeia sobre o Rendimento Mínimo Adequado; medidas para apoiar o acesso de todos a serviços de interesse geral de qualidade, a preços acessíveis e, ainda, a ativação de medidas positivas de emprego.

4. Defender os bens públicos comuns (água, saúde, transporte, serviços sociais) como um direito fundamental.

5. Reforçar a economia real, incluindo o apoio à economia social e ao investimento em estratégias de ativação do mercado laboral que criem e apoiem empregos de qualidade e oportunidades para todos.

6. Refrear o sistema destrutivo dos mercados especulativos, forçando o sector bancário a assumir as consequências e introduzir impostos nas transacções financeiras de forma a financiar o investimento social, assim como a garantia de um alto nível de transparência a fim de lutar contra a corrupção.

7. Combater a evasão fiscal e a fuga ao fisco através da abolição dos paraísos fiscais, especialmente aqueles que estão estabelecidos nos territórios da União Europeia. Continuando a lutar, vigorosamente, contra o crime organizado a um nível pan-europeu de forma a afastar estes mecanismos que contribuem para as causas da pobreza e da exclusão social.

8. Criar condições para que os Estados membro se possam financiar a taxas de juro razoáveis e assim promover a solidariedade no seio da UE.

9. Desenvolver mecanismos de monitorização para detetar tendências na riqueza e na desigualdade entre os Estados-membros de forma a promover e implementar medidas que reduzam a desigualdade nos rendimentos e riqueza.

Nota: A XXII Assembleia-geral da EAPN decorreu em Lisboa, em Junho de 2011. Participaram nas atividades e nos debates deste evento, delegações de 27 países e 11 Organizações Europeias. Nesta Assembleia-geral, a EAPN deu as boas vindas às Redes Nacionais da Islândia, Sérvia e à FYRO Macedónia.

O estado da economia portuguesa e as saídas para a crise

+ INFO

 Palácio das Artes - Fábrica de Talentos
de S. Domingos, 16-22
4050-545 Porto
Tel.: +351 222 022 380
http://www.fjuventude.pt/

terça-feira, 28 de junho de 2011

Criatividade e Inclusão

«A Associação de Pais da Horta Nova e a Junta de Freguesia de Carnide estão a organizar a 1ª Escola Criativa de Verão subordinada ao tema “Criatividade e Inclusão”, que decorrerá na semana de 18 a 22 de Julho, no Centro Cultural de Carnide».

+ INFO

AQUI

Incrições

II Encontro de profissionais que trabalham com população de etnia cigana

[Maria José Vicente]

A socióloga da EAPN Portugal, Maria José Vicente, é uma das oradoras convidadas a estar presente no II Encontro de profissionais que trabalham com população de etnia cigana, a ter lugar no Instituto Superior da Maia, nos dias 1 e 2 de Julho. "Inclusão Social das Comunidades Ciganas: algumas orientações" será o tema abordado pela socióloga, no painel intitulado "Inclusão Social", cuja moderação está a cargo de Duarte Vilar da Associação para o Planeamento da Família. O programa pode ser consultado AQUI

Fotografia: Paulo Vasques

«A secção de Trabalho, Organizações e Profissões da APS, em parceria com o Centro de Investigação em Ciências Sociais da Universidade do Minho (CICS/UM), o Centro de Investigação e Estudos em Sociologia/ISCTE (CIES/ISCTE–IUL) e o Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (IS/FLUP), vão realizar o Encontro Internacional “Trabalho, Organizações e Profissões: Recomposições Conceptuais e Desafios empíricos” que terá lugar nos dias 7 e 8 de Julho de 2011, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

O presente Encontro Internacional pretende assumir intencionalmente os cruzamentos das áreas temáticas do Trabalho, das Organizações e das Profissões enquanto marcos teóricos relevantes na delimitação analítica face à crescente complexidade do mundo contemporâneo, mas também na visibilidade de objectos empíricos que convocam olhares não confinados a matrizes unidimensionais. Uma outra razão, de cariz institucional, que permite sustentar esta proposta temática ancora-se na estratégia de sinalizar, ainda que simbolicamente, a dinamização da Secção específica de Trabalho, Organizações e Profissões, criada em 2009, ao abrigo dos Estatutos da APS.

Neste Encontro Internacional serão organizadas várias sessões temáticas, agrupadas em três painéis (I -Trabalho e Aprendizagens; Profissões, II - Associações e Regulação Social; III- Redes, Inovação e Organizações) que contam com a participação de sociólogos e outros cientistas sociais que se encontram a exercer a sua actividade nos diversos contextos organizacionais (Universidades/ Centros de Investigação; Administração Central/ Regional/ Local, de empresas privadas ou do terceiro sector, entre outros).

Para além das sessões temáticas, o evento incluirá ainda, no dia 7 de Julho, uma conferência inaugural proferida por Carlos Prieto, (Universidade Complutense de Madrid, ES), e uma conferência de encerramento, no dia 8 de Julho, proferida por Mike Saks (University Campus Suffolk, UK).

+ INFO

Associação Portuguesa de Sociologia

"Anne Frank: - Uma história para hoje"

Exposição "Anne Frank: - Uma história para hoje", em Faro, entre 4 e 27 de Julho.
Clique na imagem para aumentar.

Maus tratos a idosos

Fórum europeu dedicado ao emprego

Entre 22 e 23 de Novembro, em Bruxelas. Programa AQUI

Prémio Jacques Delors 2012

´
Este pémio visa a promoção e a produção de obras inéditas, em língua portuguesa, relacionadas com a União Europeia. Regulamento AQUI

Brigadas Gerir e Poupar

« A DECO está empenhada na educação, formação e informação financeira dos consumidores como forma de desenvolver as competências para a tomada de decisões financeiras vantajosas e benéficas, garantindo a protecção dos seus interesses económicos num mercado cada vez mais exigente e competitivo.

Neste sentido, estamos a realizar uma campanha informativa nacional, com o objectivo de contribuir para a literacia financeira dos consumidores através da sensibilização para a importância da gestão do orçamento familiar.
Neste contexto numa parceria alargada constituída pelo Núcleo Distrital da Rede Europeia Anti-Pobreza/ Portugal, a Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém, A Caritas Paroquial de Tremês, a Paroquia de Tremês e o Esp@ço Fórum iremos promover uma Sessão Informativa com o tema “ Gerir e Poupar”- Faça contas à vida. na Casa Paroquial de tremes às 16.30.
E ainda em parceria com o Núcleo Distrital da EAPN e o Município de Almeirim, iremos estar no dia 30 de Junho, pelas 16H30 Biblioteca Municipal Marquesa de Cadaval em Almeirim».

+ INFO

Ricardina B. Dias

EAPN Portugal/ Núcleo Distrital de Santarém
Rua Prior do Crato, nº2 2005-364 Santarém
T:00351-243 306 279
santarem@eapn.pt
http://www.eapn.pt/

terça-feira, 14 de junho de 2011

A Europa precisa de um novo coração!

Até dia 30 de Junho pode ver-se no Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), em Lisboa,a exposição de fotografia. A iniciativa decorre no âmbito da II edição do evento, “LISBOA 2011 – A Maior Exposição Fotográfica do Mundo” (http://www.expolisboa2011.com), em parceria com a Login for Love e o ISPA.

No desdobrável do evento lê-se:

«Em 2011 a 22ª Assembleia-geral da Rede Europeia Anti-Pobreza terá lugar em Portugal, de 16 a 18 de Junho, sob o tema "Europe needs a new HEART” (A Europa precisa de um novo coração) e será organizada pela EAPN Portugal - Rede Europeia Anti-Pobreza - http://www.eapn.pt/


Como parte deste evento a EAPN Portugal decidiu promover e organizar em parceria com a Login for Love e o Instituto Superior de Psicologia Aplicada, uma exposição fotográfica tendo como objectivo transmitir esta importante e crucial mensagem: a União Europeia necessita de um novo tipo enquadramento, de maior ambição, de uma nova liderança! A Europa precisa de um novo Coração!

Esta exposição reúne trabalhos de fotógrafos de 21 países da União Europeia (Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Malta, Polónia, República Checa, Reino Unido, Suécia e Portugal) e estará patente no Instituto Superior de Psicologia Aplicada durante o corrente mês.»

As comunidades ciganas face aos desafios da modernidade: metodologias de intervenção


Núcleo Distrital de Faro, com o apoio da autarquia de Olhão, desenvolve nos próximos dias 29 e 30 de Junho, uma ação de formação intitulada " As comunidades ciganas face aos desafios da modernidade: metodologias de intervenção”.
As inscrições estão abertas até ao proximo dia 17 de Junho.

+ INFO
Dionisia Pedro
n.faro@eapn.pt

Rua D.Jerónimo Osório No,5, 2o,Dto.
8000-307 Faro
tel 289 802 660 fax 289 802 662
http://www.eapn.pt/

Cinema entre Linhas



«O projecto da Biblioteca Municipal de Faro, co-financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, CINEMA ENTRE LINHAS, com o objectivo de promover o gosto pela leitura e incentivar os hábitos de ler junto do público adolescente e jovem adulto, continua a contar com o vosso apoio e participação nas várias acções que temos para todos os que gostam de cinema e literatura.
As férias estão a chegar, e o Projecto CINEMA ENTRE LINHAS apresenta para os jovens dos 12 aos 16 anos um MINI-CURSO DE VÍDEO, nos dias 5 e 7 de Julho, das 14h00 às 18h00.
Solicitamos a melhor divulgação deste Mini-Curso que dará possibilidade aos jovens de realizar e produzir um pequeno filme através de software intuitivo que abrirá as portas para produções mais arrojadas. Este mini-curso irá guiar o formando desde uma fase inicial até aos princípios avançados de edição de imagem.
05 e 07 de Julho – 14h00 às 18h00
MINI-CURSO DE VÍDEO
Concepção e Realização: ETIC_algarve - escola técnica de imagem e comunicação
No âmbito do Projecto “Cinema Entre Linhas”, Co-financiamento Fundação Calouste Gulbenkian
Público alvo: 12-16 anos
Confere-se Certificado de Participação
Inscrições Prévias e Limitadas/informações 289897500 /dba.dc@cm-faro.pt

EAPN reúne em Portugal...



...e seminário pede novo coração para a Europa

«Este encontro, apesar de ter uma vertente interna e externa, visa essencialmente uma reflexão sobre a Europa, nomeadamente a Europa Social, num momento crítico da sua história. Aliás, se a Europa estivesse bem, o seminário que antecede a Assembleia Geral da European Anti Poverty Network [EAPN] não apelava à necessidade de um novo coração para a Europa. Se precisa, é porque não está bem», diz o Presidente da EAPN Portugal, Padre Jardim Moreira, a propósito da 22ª Assembleia Geral da EAPN, a realizar em Lisboa, entre 16 e 18 de Junho.

A primeira vez que este encontro se realizou em Portugal, foi no Porto, há 13 anos. Desta vez a iniciativa traz ao País, delegações de 26 países da União Europeia, bem como outras organizações, nomeadamente a Eurochild, a Age Platform e a Feantsa.

«Repensar o caminho da Europa, pois corre o risco de se desintegrar, é outra das razões porque nos vamos reunir e debater», explica o Padre Jardim Moreira, acrescentando «é urgente uma nova forma de olhar e agir no que respeita às questões da pobreza e exclusão social». No ano em que a EAPN Portugal comemora 20 anos de trabalho no País, recebe esta semana, não só a “casa mãe” mas toda uma panóplia de organizações e parceiros que atuam nesta esfera das políticas sociais. «É necessária uma nova vitalidade, novos valores, ou melhor, valores que fundaram a Europa e que perderam espaço para a tecnocracia. Temos de recentrar a nossa ação, temos de colocar os valores humanistas e espirituais no centro de tudo o que nos leva a agir. Só assim, podemos combater a crise que assola a Europa e o Mundo.

Apesar de ser um encontro voltado para a reflexão interna da organização, o evento conta, ainda, com uma iniciativa aberta ao público: uma conferência intitulada “A Europa Precisa de Um Novo Coração – o sector voluntário e a luta contra a pobreza e a exclusão social: prioridades, estratégias, objectivos, ações…”. O debate está agendado para o dia 15 de Junho, às 14.30 horas, na Fundação Calouste Gulbenkian.

«Refletir sobre grandes temas como o voluntariado, o terceiro sector e a Europa, através de uma metodologia inovadora que apela à originalidade e à criatividade de cada um dos convidados, é um dos objectivos do encontro», explica Sandra Araújo, coordenadora nacional da EAPN Portugal. «Visamos uma maior interação ente o público e a plateia. Queremos que deste debate surjam novas ideias, caminhos, rumos para se continuar a luta contra a pobreza e a exclusão social», diz Sandra Araújo.

Paralelamente e sob o mesmo mote - A Europa Precisa de um Novo Coração - decorre uma exposição fotográfica que pode ser visitada até 30 de Junho, no Instituto Superior de Psicologia Aplicada.

Workhop Formativo sobre Voluntariado



O Núcleo Distrital do Porto, em parceria com a Delegação do Porto da Cruz Vermelha Portuguesa promove um Workhop Formativo sobre Voluntariado, no próximo dia 30, cujo objectivo é sensibilizar a sociedade para o valor e importância do trabalho voluntário com uma componente prática no Suporte Básico de Vida.




+ INFO
Sonia Lima

Núcleo Distrital do Porto da EAPN Portugal
Rua das Taipas, 83, 2º andar
4050-600 Porto
Telef. 222086061
Fax: 222089106
E.mail:porto@eapn.pt
http://www.eapn.pt/

Formação Intervenção Comunitária


Formação Intervenção Comunitária, práticas e contextos.

- Desenvolvimento Comunitário, o que é?

- Cidadania Integração Social

- Uma perspectivação de empowerment

- Micro, média e macro intervenção do trabalho social dirigido a comunidades específicas

- Pobreza e exclusão social: benefeciários do RSI da área metropolitana

- Dinamização, trabalho em rede em contexto local


+ INFO
 Instituto para a Formação Humana e Social
Rua da Constituição n.º 814, 5.º andar, sala 29,
4200-195 Porto
Tlf./Fax.: 225093289
E-mail: ifhs.porto@gmail.com
Internet: http://ifhsocial.webnode.com.pt/

"Estigmatização Territorial"

«O encontro anual da Network for the Study of Advanced Urban Marginality realiza-se este ano na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Das actividades previstas no encontro, faz parte uma conferência internacional, com entrada livre, sobre "Estigmatização Territorial". A conferência, organizada em associação com o Instituto de Sociologia, tem lugar no Anfiteatro Nobre da Faculdade de Letras no próximo dia 22 de Junho». Informações adicionais podem ser obtidas em http://www.advancedurbanmarginality.net ou no site do Instituto de Sociologia, em http://isociologia.pt/

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Nenhuma recomendação credível para reduzir a pobreza


«Redução dos défices públicos, eis o foco das recomendações aos Estados-membros apresentadas pela Comissão Europeia, traduzidas em cortes evidentes nos serviços públicos, na redução dos salários e no aumento da idade da reforma.

No passado dia 7, a Comissão Europeia adoptou 27 Recomendações por país, com base nos Programas Nacionais de Reforma e nos seus Programas de Estabilidade e Convergência. A EAPN esperava que estas Recomendações incluíssem uma referência clara ao objectivo calculado de redução da pobreza de pelo menos 20 milhões de pessoas até 2020. Enquanto que a Comissão europeia reconhece que os Estados-membros deverão fazer mais esforços para atingir o objectivo calculado em matéria de redução da pobreza, não faz qualquer recomendação credível sobre como atingir este objectivo.

“As recomendações são uma traição à esperança das pessoas que vivem em situação de pobreza e às organizações que lutam contra a pobreza na Europa, que confiaram nos compromissos de redução da pobreza assumidos pelo presidente Barroso e a UE”, declarou Ludo Horemans, presidente da EAPN. “As recomendações não combatem as causas fundamentais dos problemas que enfrentamos na Europa hoje: uma concentração crescente de riqueza nas mãos de uma minoria, o domínio de especuladores financeiros, o declínio na qualidade do emprego, e na erosão constante de serviços públicos e de sistemas da assistência social”, acrescentou.

“As recomendações da Comissão não encaram com seriedade o objectivo de redução da pobreza”, declarou Fintan Farrell, diretor da EAPN. “Muitos Estados-Membros não respeitam o objectivo e os indicadores acordados no Conselho Europeu de junho de 2010 e a Comissão não faz qualquer comentário a esse respeito”, acrescentou Fintan Farrell. “ O pior, é que estas recomendações vão gerar mais pobreza e exclusão social e colocar ainda mais pressão sobre as pessoas em situação de pobreza, penalizando-as se não encontrarem trabalho, num momento em que os empregos são tão raros”, concluiu F. Farrell.

A EAPN enviou hoje uma carta ao Conselho EPSCO (dos Ministros dos Assuntos Sociais), dando a conhecer a as suas apreensões e solicitando uma tomada de posição firme em prol da defesa dos direitos sociais ».

Documentos:

Carta da EAPN aos Ministros dos Assuntos Sociais que reunirão a 17 de junho no Conselho EPSCO.

• Para saber mais sobre as Recomendações 2011 da Comissão para os Estados Membros.

Página da Estratégia Europa 2020 no site da Comissão Europeia.

Oficinas Abertas sobre integração e exclusão

Sessão 1: tema «Pobreza e exclusão social: que futuro?»


6 de julho - 14h30 - Porto, Delegação da Universidade Aberta

«A iniciativa destina-se a estudantes, técnicos da área, docentes, a IPSS, organizações não-governamentais e à sociedade civil em geral. Com a sessão pretendemos abrir e articular os diferentes saberes implicados na abordagem da temática, desde os conhecimentos científicos produzidos, ao seu enquadramento pelas políticas públicas, passando pela experiência de intervenções nacionais tendo em conta as perspetivas dos investigadores, profissionais e das suas organizações bem como os discursos de não profissionais.»
[Para informações e inscrições, contacte: Manuela Pinto (300 001 719 / mpinto@univ-ab.pt ]

Escola de Verão em Direitos Humanos e Bem-Estar


[Escola de Verão em Direitos Humanos e Bem-Estar, entre 27 de junho e 1 de julho]

«O Curso de Verão em Direitos Humanos e Bem-Estar destina-se facilitar o diálogo entre os profissionais da academia e do terreno que trabalham para a melhoria dos direitos humanos. Inclui docentes de diversos países Europeus pelo que será ministrado em inglês, envolvendo diversas organizações não governamentais que trabalham na luta contra a exclusão social nas suas diversas formas. Procura-se assim que este espaço de convergência dê origem a projectos comuns e interdisciplinares de investigação e de formação pós graduada neste domínio.

Candidaturas
Mais informação

Projeto: Agarra os teus Direitos

Promovido pela EAPN Portugal - Núcleo Distrital de Leiria Realizado na Escola E.B. 2/3 Dr. Correia Mateus com o 5ºB e 6ºD

a dinâmica das organizações não governamentais de solidariedade social no distrito de leiria

+ INFO

Patrícia Grilo

EAPN Portugal / Rede Europeia Anti-Pobreza
Núcleo Distrital de Leiria
leiria@eapn.pt
Rua Capitão Mouzinho de Albuquerque, 107, 1.º Dto.
2400-194 Leiria
Tel. +00351 244 837 228 Fax: + 00351 244 837 229

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Viagens Brancas: livro é apresentado hoje, no Porto

 
[duas sessões: centro de respostas integradas(Rua Diogo Botelho, 1651/1653)

 _e_ casa do ló (22h)
]

« A grande protagonista não é a cocaína, são as mulheres que com ela de alguma forma se relacionam. Por um lado, o livro evidencia vidas de mulheres com tudo o que é socialmente construído como tipicamente feminino – cuidar dos filhos ou culpabilizar-se por não o fazer, assumir qualquer papel para assegurar o bem-estar de todos a seu cargo, ter menos oportunidades e menos poder, ou ser vítima de formas diversas de violência pela condição de ser mulher.


Por outro lado, o livro desconstrói ideias tradicionais e estereotipadas sobre a mulher, ao mostrar-nos que a sua ligação com as drogas pode ser qualquer uma – a de consumidora ocasional, frequente, dependente, actual, passada, em tratamento, em recuperação ou em recaída –, assim como a sua ligação ao crime também pode ser uma de muitas – tomando o tráfico como exemplo, conhecemos a mulher que trafica para consumir, a que trafica para dar a consumir, a que vê no tráfico um grande negócio, ou apenas uma oportunidade.

Esta dimensão do envolvimento das mulheres no desvio vai mais além no livro “Viagens Brancas”. A participação das mulheres em actividades desviantes pode resumir-se a um papel passivo, heterónomo, coagido, sem controlo, como nos habituámos a pensar no comportamento feminino. Mas também nos é indicado que a mulher pode ter um papel activo, autónomo e controlador na actividade criminal, como conta a Ana Cristina a partir da história de Zany.

As mulheres, de quem não se espera que cometam crimes, ou sequer que se desviem, afinal fazem-no. E, por vezes, da forma racional e determinada que se tende a atribuir em exclusivo aos homens. Prevalece, no entanto, a expectativa social de que as mulheres correspondam a um ideal de feminilidade que passa pela constante conformidade às normas. Esta expectativa tem promovido uma dupla penalização das mulheres que cometem crimes. Por um lado, porque os cometem; por outro lado, porque são mulheres e, como tal, não os devem cometer. Não tenho grandes dúvidas: formal ou informalmente, as mulheres são mais julgadas pela sua maior ou menor conformidade aos papéis de género do que pelos crimes que cometem.
Através das histórias que nos conta, a Ana Cristina Pereira dá-nos uma excelente oportunidade para reflectirmos sobre o impacto da construção social do feminino na vida destas e de outras mulheres.»
Do Pósfacio
Raquel Matos
Professora auxiliar da Faculdade de Educação e
Psicologia da Universidade Católica Portuguesa


"A Queda dos «Muros» A Construção da Democracia no Mediterrâneo e na Europa de Leste"

«A Fundação Friedrich Ebert e a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias promovem uma Conferência Internacional subordinada ao tema "A Queda dos «Muros» A Construção da Democracia no Mediterrâneo e na Europa de Leste" que terá lugar no dia 17 de Junho (início às 10.00h), na Universidade Lusófona, Campo Grande, 376 (Lisboa), Auditório Agostinho da Silva.
Intervirão nesta iniciativa, cujo programa pode consultar em www.feslisbon.org, especialistas de vários países (Ucrânia, Alemanha, França e Portugal).  Haverá tradução simultânea (inglês-português).
+ INFO Tel.: 21 357 33 75, Fax: 21 357 34 22, e-mail: info@feslisbon.org

Fernanda Freitas, apresentou "Energia com Vida"


«Desde o início do ano lectivo, foram mais de 50 as escolas, dos distritos do Porto, Braga e Viana do Castelo que, formando quase 90 equipas, responderam ao desafio Energia Com Vida, um projecto promovido pela EDP Gás.
Apuraram as necessidades das suas áreas de proximidade, procuraram recursos e implementaram planos de intervenção, isto é…AGIRAM!
À luz dos Objectivos do Milénio, com adaptações mais locais, oito foram as áreas focadas: pobreza/fome; população sénior; conviver com a diferença; desemprego; doenças graves; analfabetismo; sustentabilidade ambiental e parceria global para o desenvolvimento.
Nem todas as escolas conseguiram chegar até ao fim, mas todas merecem ser mencionadas. Este projecto é um caminho. A motivação, os recursos, vão-se afinando para futuras melhorias, o balanço é sempre positivo! Está-se agora em plena fase de avaliação do caminho já percorrido.
E a 2ª edição já quase espreita à porta, fiquem atentos!»
Contactos:
catarina moraes sarmento
info@energiacomvida.org / comercial@dmp.pt
T. 226 199 975
www.energiacomvida.org

Gestão do Conhecimento, de José Moleiro Martins

CONVITE: «O Centro de Recursos em Conhecimento (CRC) do Instituto da Segurança Social, I.P., tem o prazer de convidar V. Exa. para a sessão de divulgação da publicação "Gestão do Conhecimento - Criação e transferência de conhecimento" de José Moleiro Martins.

José Moleiro Martins doutorado em Gestão, Mestre em Estratégia e Desenvolvimento Empresarial Pós-Graduado em Gestão Empresarial, e Licenciado em Economia. Actualmente é Professor de Gestão das Organizações, Gestão do Conhecimento e Empreendedorismo no ISCAL. É Investigador na UNIDE/ISCTE-IUL no âmbito das áreas de Gestão do Conhecimento, Estratégia e Internacionalização Empresarial, Inovação e Intra-empreendedorismo. Foi Presidente de Junta de Freguesia, consultor de gestão estratégica numa PME, e gestor numa ETN no sector da indústria transformadora.
A sessão terá lugar no próximo dia 16 de Junho, pelas 16h00, no Auditório do ISS, I.P., na Rua Castilho, n.º 5 - R/C, Lisboa. Contamos consigo!
Confirmação de presença:
Telef. 21 318 49 89
E-mail: ISS-CRC@seg-social.pt

Sustentabilidade das Organizações do Terceiro Sector

3º SECTOR, hoje, em debate em Águeda. Uma parceria EAPN Portugal.