Follow by Email

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Marcha contra a fome em Lisboa e no Porto

«No âmbito do Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social, o Programa Escolhas, associa-se à Marcha contra a Fome 2010, que tem como objectivo alertar para as carências alimentares e educacionais de crianças em todo o mundo e custear o programa de refeições escolares promovido pelo Programa Alimentar das Nações Unidas. Mais detalhes AQUI.
Esta iniciativa vai realizar-se no próximo dia 6 de Junho, em Lisboa e no Porto, pelas 10h00, em Lisboa com partida junto à Torre de Belém, seguindo num percurso junto ao rio, terminando nas Docas de Alcântara, e no Porto, com partida junto ao Cais de Gaia, seguindo num percurso junto ao rio, terminando no Passeio Alegre.l O Programa Escolhas irá concentrar-se às 9h em local a definir para que desta forma se possa melhor representar nesta iniciativa e mostrar a força e energia Escolhas na Luta Contra a Fome no Mundo. Neste local será ainda realizada a distribuição de t-shirts alusivas à participação na Marcha Contra Fome, antes da realização desta iniciativa. Assim, muito gostaríamos de vos convidar e às vossas famílias e amigos para participarem nesta iniciativa . Para o efeito, o Programa Escolhas centralizará as inscrições dos interessados em participar e assumirá o custo de inscrição dos participantes. Esse custo reverterá integralmente para o Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas e que corresponde a 25 refeições escolares por participante. Reforçamos a importância de, ao efectuarem a vossa inscrição, comparecerem na iniciativa de forma a podermos realmente contribuir para esta causa. As inscrições poderão ser formalizadas junto do Programa Escolhas, até ao dia 28 de Maio. Para quaisquer esclarecimentos sobre a iniciativa poderão contactar Júlia Santos através do e-mail: julias.consultores@programaescolhas.pt ou do telefone: 21 810 30 60. »

Campanha arranca este fim-de-semana

Bancos Alimentares realizam mais uma Campanha de recolha de alimentos em 29 e 30 de Maio «Os Bancos Alimentares Contra a Fome voltam a apelar, no próximo fim-de-semana, à generosidade do público em mais uma campanha de recolha de alimentos. A solidariedade sempre renovada dos portugueses volta a ser posta à prova num momento de particular dificuldade e necessidade: nunca como agora fez tanto sentido a ideia de que é possível fazer a diferença apenas com um pequeno gesto. E sobretudo que o somatório das contribuições, mesmo que pequenas, significa uma grande ajuda. Numa época em que muitas famílias portuguesas se encontram em dificuldades, a partilha e a solidariedade são mais do que nunca necessárias. Os desempregados, os idosos, as crianças e as famílias desestruturadas são os grupos mais atingidos pela situação de forte agravamento da situação económica que se vive em Portugal e no Mundo. Para fazer face a um crescente número de pedidos de apoio que tem vindo a chegar aos Bancos Alimentares contra a Fome é forçoso que estes alarguem a sua capacidade de resposta. Concretizar esse objectivo e minorar as carências alimentares das pessoas necessitadas é a proposta lançada uma vez mais a toda a sociedade civil: contribuindo com trabalho voluntário e com alimentos é possível fazer a diferença. A combinação da solidariedade generosa dos portugueses e da eficácia comprovada da acção dos Bancos Alimentares Contra a Fome na tentativa de minorar a penosa realidade das carências alimentares, constitui a prova evidente de que a sociedade civil se pode - e deve - substituir-se com vantagem ao Estado na resolução de alguns dos problemas com que se confrontam as sociedades modernas, tornados recentemente ainda mais evidentes e agravados pela crise económica, que trouxe consigo um significativo abrandamento da actividade e um brutal e súbito agravamento do desemprego. Produto da campanha distribuído localmente A campanha decorre nos moldes tradicionais durante o fim-de-semana de 29 e 30 de Maio: voluntários dos Bancos Alimentares Contra a Fome, devidamente identificados, solicitam a participação do público à entrada dos estabelecimentos comerciais. Para participar nesta campanha, basta aceitar um saco do Banco Alimentar e nele colocar bens alimentares para partilhar com quem mais precisa. São privilegiados os produtos não perecíveis, tais como leite, conservas, azeite, açúcar, farinha, bolachas, massas, óleo, etc. A campanha mobilizará mais de 27.000 pessoas que, a título voluntário, recolhem as contribuições efectuadas nos estabelecimentos comerciais, as transportam e arrumam nos armazéns dos dezassete Bancos Alimentares em actividade. O produto da campanha, ainda com recurso ao voluntariado, será distribuído de imediato localmente a pessoas com carências alimentares comprovadas através de mais de 1.750 Instituições de Solidariedade Social previamente seleccionadas e acompanhadas ao longo de todo o ano por voluntários visitadores.» Fonte: AQUI

Sistema europeu faliu porque todos os dias gera mais pobres

Jornadas do GAF debatem alternativas para a inclusão social O sistema económico e social em que vivemos faliu porque produz um milhão de excluídos não estando, por conseguinte, ao serviço da pessoa e do bem comum. A "sentença" foi deixada pelo padre Jardim Moreira, presidente da "Rede Europeia AntiPobreza – Portugal", durante as Jornadas que assinalam o nascimento do Gabinete de Apoio à Família e promovem uma reflexão sobre a construção de alternativas para a inclusão Numa intervenção provocadora para, no seu dizer, «espicaçar consciências», esta sacerdote com larga experiência no terreno destas problemáticas sublinhou que a pobreza é, acima de tudo, «ausência de justiça» e, sendo a problemática tão profunda em Portugal questiona-se acerca da razão para os nossos políticos não terem ainda avançado com um verdadeiro «plano nacional de luta contra a pobreza» em vez de andarem com medida avulsas assistencialistas. Esta, frisou, perpetuam o problema da pobreza porque não atacam a sua raíz estrutural na nossa sociedade. «Não se deixem iludir», advertiu Jardim Moreira, porque a pobreza não está ligada ao desemprego e justificou: «12 por cento dos trabalhadores encontram-se no limiar da pobreza», seja devido aos baixos salários, seja pela precaridade dos contratos. Tudo isto faz com que em Portugal um em cada cinco cidadãos (18 por cento da população, ou seja dois milhões, segundo os dados oficiais!) viva no limiar da pobreza. Para o sacerdote é imperioso que os que estão no poder implementem políticas que sejam consequentes e informadas por valores porque o que está em causa «são as pessoas e a sua dignidade» e não calculismos de votos ou de sucessos partidários. Contudo, advertiu, «não existem inocentes diante da pobreza» e esta acção não toca apenas aos políticos, mas ao empenhamento de todos os cidadãos. José Pereirinha, outro dos intervenientes na reflexão sobre a problemática, numa visão de economista, questionou quanto é que cada um de nós estaria disposto a contribuir para eliminar a pobreza do nosso meio, através de um processo de redistribuição da riqueza. Para este economista, a pobreza é um «custo» que se torna mais pesado num país com debilidades estruturais ao nível do ensino e formação (escolarização) e da produtividade (criação de riqueza). Por causa desta última é que este especialista vaticinou que quando a crise internacional passar é que virá à superfície a verdadeira crise portuguesa. José Pereirinha, secundando o padre Jardim que havia falado da problemática das desestruturação familiar, disse que a economia familiar é um dado «fundamental» no debate da pobreza. Para o dia de hoje estão programados um conjunto de quatro workshops, dois durante a manhã e outros dois da parte da tarde. Os workshops dizem respeito à "Orientação vocacional ao longo da Vida" e ao "Empowerment através da arte" sendo formadores, respectivamente, Filomena Parada da FPCEUP e o Grupo de Teatro do Oprimido de Lisboa. Durante a tarde poderão ficar a saber "o que é e como se previne" o "Síndrome do burnout" pelo professor Ezequiel Ander- EGG. Podem ainda aprender com Maria de Lurdes Neves, da Sonae Capital, "Gestão de Conflitos e Técnicas de Negociação". Fonte:AQUI

quinta-feira, 27 de maio de 2010

V Conferência Meninos de Oiro

CONVITE «A Associação Meninos de Oiro convida-o a estar presente na V Conferência Meninos de Oiro que vai ter lugar no próximo dia 7 de Junho, em Setúbal. Tema: "CORTAR RAÍZES? Institucionalização e Alternativas" Oradores: Luís Villas Boas, Catalina Pestana, Manuel Pina, Dulce Rocha, Jorge Souto, entre outros. ENTRADA LIVRE. Inscrição: meninosdeoiro@gmail.com Meninos de Oiro - Associação para a Defesa dos Direitos da Criança de Azeitão e Setúbal Rua Helena da Conceição dos Santos e Silva, nº 31 2925-531 Azeitão Tel.: 21.2180703 / Tm.: 96.5671738 - 91.7587766 / Fax: 21.2180703 www.meninosdeoiro.org

terça-feira, 25 de maio de 2010

Os irmãos corcunda

CONVITE «O Projecto Humanizarte, promovido pela Balsa Nova – Associação Social, Cultural, Desportiva e Recreativa, co-financiado pelo Instituto de Drogas e Toxicodependências, em colaboração com a Junta de Freguesia de Coração de Jesus e a Federação Regional das Associações de Pais de Viseu convidam V. Excelências a estarem presentes na quarta edição do Chá dos Contos. O rufo do grupo de percussão juvenil Darte Ritmo soa mais uma vez pelos blocos do Bairro da Balsa anunciando nova edição do Chá dos Contos no próximo Sábado, dia 29 de Maio pelas 15h00, no Espaço Humanizarte, Bloco ‘E’ do Bairro da Balsa, com o título “Os Dois Irmãos Corcundas”. Duas histórias, duas culturas, duas tradições distintas, unem-se a volta da figura do corcunda. No conto tradicional português “Os Dois Irmãos Corcundas” retrata um mundo cheio de encontros mágicos, de bruxarias, de caldeirões, de curas e de castigos. Em contraste, a história do “Pequeno Corcunda”, das “Mil e Uma Noites” acontece num plano bem mais humano, feito de mentiras, de medos, de traições e de mal entendidos. A narração volta a ser do actor Graeme Pulleyn, com a forte componente de participação que já vem a ser hábito nestes encontros em volta do chá e dos contos, momentos de diversão e de convívio destinados a todas as gentes e todas as idades.»
Para mais informaÇoes, por favor, contacte: Graeme Pulleyn: 914 253 722 paula fong: 919 250 421

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Hoje: Dia da Diversidade Cultural

DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL Reafirmando seu compromisso com a plena realização dos direitos humanos e das liberdades fundamentais proclamadas na Declaração Universal dos Direitos Humanos e em outros instrumentos universalmente reconhecidos, como os dois Pactos Internacionais de 1966 relativos respectivamente, aos direitos civis e políticos e aos direitos econômicos, sociais e culturais, Recordando que o Preâmbulo da Constituição da UNESCO afirma “(...) que a ampla difusão da cultura e da educação da humanidade para a justiça, a liberdade e a paz são indispensáveis para a dignidade do homem e constituem um dever sagrado que todas as nações devem cumprir com um espírito de responsabilidade e de ajuda mútua”, Recordando também seu Artigo primeiro, que designa à UNESCO, entre outros objetivos, o de recomendar “os acordos internacionais que se façam necessários para facilitar a livre circulação das idéias por meio da palavra e da imagem”, Referindo-se às disposições relativas à diversidade cultural e ao exercício dos direitos culturais que figuram nos instrumentos internacionais promulgados pela UNESCO[1], Reafirmando que a cultura deve ser considerada como o conjunto dos traços distintivos espirituais e materiais, intelectuais e afetivos que caracterizam uma sociedade ou um grupo social e que abrange, além das artes e das letras, os modos de vida, as maneiras de viver juntos, os sistemas de valores, as tradições e as crenças[2], Constatando que a cultura se encontra no centro dos debates contemporâneos sobre a identidade, a coesão social e o desenvolvimento de uma economia fundada no saber, Afirmando que o respeito à diversidade das culturas, à tolerância, ao diálogo e à cooperação, em um clima de confiança e de entendimento mútuos, estão entre as melhores garantias da paz e da segurança internacionais, Aspirando a uma maior solidariedade fundada no reconhecimento da diversidade cultural, na consciência da unidade do gênero humano e no desenvolvimento dos intercâmbios culturais, Considerando que o processo de globalização, facilitado pela rápida evolução das novas tecnologias da informação e da comunicação, apesar de constituir um desafio para a diversidade cultural, cria condições de um diálogo renovado entre as culturas e as civilizações, Consciente do mandato específico confiado à UNESCO, no seio do sistema das Nações Unidas, de assegurar a preservação e a promoção da fecunda diversidade das culturas, Proclama os seguintes princípios e adota a presente Declaração:
Continua AQUI.

Foruns pela cidadania e democracia participativa

«No âmbito das comemorações do Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social 2010, a Rede Europeia Anti-Pobreza/ Portugal em parceria com Municípios da Região do Ave - Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela - promove a realização de dois Fóruns Inter-concelhios subordinados ao tema “Governança e participação dos diferentes actores”. O I Fórum será realizado no dia 27 de Maio, no Centro de Estudos Camilianos em Vila Nova de Famalicão e o II Fórum, no dia 16 de Junho no Centro Cultural de Vieira do Minho. Com estas iniciativas pretende-se promover uma reflexão conjunta em torno da importância e das práticas existentes de participação social e cívica das pessoas em situação de pobreza e exclusão social, bem como debater e delinear possíveis formas de dinamização e intervenção neste domínio. Deste modo, pretende-se contribuir para o reafirmar de uma cultura de cidadania/ democracia participativa. Estes Fóruns constituem duas das acções do projecto “Ave Mais Solidário” financiado pelo Programa Nacional do Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social – PNAECPES, estando prevista a realização de campanhas informativas no 2º Semestre deste Ano. O projecto “Ave Mais Solidário” visa sensibilizar para os fenómenos da pobreza e exclusão social, com vista à construção de uma sociedade mais coesa, solidária e responsável e promover a participação das pessoas em situação de vulnerabilidade social nos processos de tomada de decisão, iniciativa e mudança sobre as situações que directamente lhes dizem respeito». Mais informações: braga@reapn.org

Voluntariado - Sentido e Oportunidade

25 de Maio, às 18 horas Fórum Cidade Solidária Auditório das Pós-Graduações da Univ. Católica.Porto Campus da Foz Tema: Voluntariado - Sentido e Oportunidade Oradores: José Carlos Bermejo (Director do Centro de Humanização da Saúde de Madrid) e Margarida Vieira (Coordenadora da Licenciatura em Enfermagem da Católica.Porto).

O mito da doença mental

Decorre entre hoje e amanhã. A entrada é livre. A organização é esta.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Candidaturas

Encontram-se abertas as Candidaturas ao Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização PME - Aviso nº 01/SI/2010 O período de candidaturas decorre até ao próximo dia 18 de Junho. Incentivo a fundo perdido. Informação AQUI.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ser pobre em Lisboa: re-inventar as políticas sociais

«No próximo dia 31 de Maio tem lugar na Torre do Tombo, em Lisboa, a conferncia Ser pobre em Lisboa: re-inventar as polticas sociais? A conferncia ser centrada na apresentao e discusso dos resultados do estudo Aprofundamento dos Perfis Sociais dos Utentes do Atendimento Social da SCML - realizado pelo DINAMIA/CET- Centro de Estudos Territoriais do IUL/ISCTE e pelo CESSS - Centro Estudos de Servio Social e Sociologia, da FCH/UCP para a Santa Casa da Misericrdia de Lisboa. Haver tambm lugar para debate e discusso das polticas e formas de interveno social no actual contexto socioeconmico. No final ser lanado o livro Os caminhos da pobreza: perfis e polticas sociais na cidade de Lisboa. A informao mais detalhada sobre o Programa e a Ficha de Inscrio encontram-se disponveis AQUI.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Workshop formativo em Teatro do Oprimido

«O Grupo Teatro Oprimido de Lisboa é uma organização não governamental empenhada em estimular a participação activa e consciente dos cidadãos na construção da sociedade. Trabalham directamente com populações desfavorecidas, formando grupos de Teatro Fórum que criam espectáculos a partir de situações reais por si vividas, e que são, posteriormente, apresentados à comunidade. No Teatro Fórum o espectador é estimulado a entrar em cena para improvisar, como protagonista, soluções alternativas ao problema encenado. A comunidade é assim envolvida de forma directa e activa na análise, discussão e exploração de estratégias de actuação perante problemas comuns, provocando a consciência comunitária e a participação Objectivo geral Nesta formação intensiva, os participantes investigarão, de forma prática e lúdica, a técnica do teatro fórum e perceberão como é que esta pode ser aplicada como ferramenta de dinamização de grupos, com o objectivo de provocar reflexão e transformação sobre a realidade envolvente. No final, o participante ficará habilitado a dirigir sessões para outros grupos e facilitar a criação e apresentação de espectáculos de Teatro Fórum. MetodologiaA metodologia do Teatro do Oprimido foi desenvolvida por Augusto Boal no Brasil, em meados da década de 60 e é hoje praticada em mais de 70 países. É uma metodologia e uma prática teatral cujo objectivo é a democratização do teatro como uma ferramenta capaz de provocar o empowerment dos participantes, através da análise e teatralização da realidade e modos de conduta dos sujeitos. O workshop formativo em Teatro do Oprimido tem lugar na Sala Polivalente da Biblioteca Municipal de Pombal, nos dias 16 e 17 de Junho. Esta acção está integrada no âmbito do Projecto Mobiliza-te contra a Pobreza e a Exclusão Social!, financiada pelo Programa Nacional do Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social 2010. Mais informações: REAPN - Núcleo Distrital de Leiria Rua Capitão Mouzinho de Albuquerque, 107, 1.º Dto. 2400-194 Leiria Tel: 244 837 228 Fax: 244 837 229 E-Mail: leiria@reapn.org

Teatro contra a pobreza e exclusão social

No âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social 2010, a Rede Europeia Anti-Pobreza/ Portugal em parceria com os Municípios da região do Cávado - Amares, Barcelos, Braga, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde - promove o Ciclo de Peças de Teatro Fórum "DAR VOZ", com a presença do Grupo de Teatro do Oprimido de Coimbra. «Com esta iniciativa pretende-se através do teatro promover uma reflexão conjunta sobre vivências de pobreza e de exclusão, inclusive com vista à desconstrução de preconceitos acerca da pobreza e da exclusão social e, por essa via, contribuir para fomentar uma cultura de justiça, de solidariedade e de coesão social. O Teatro do Oprimido (TO) caracteriza-se pela utilização das técnicas da dramaturgia que visam precisamente favorecer a compreensão e a procura de alternativas para problemas pessoais e comunitários, estimulando reflexões sobre problemas vividos e explorando histórias do quotidiano. A calendarização das peças de teatro é a seguinte:- 19 de Junho, 21.30h Auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos - 10 de Julho, 21.30h Salão dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro - 24 de Julho, 21.30h Auditório Municipal de Esposende - 4 de Setembro, 21.30h Auditório do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, Braga - 11 de Setembro, 21.30h Auditório do Pólo da Escola Profissional Amar Terra Verde, Amares - 25 de Setembro, 21.30h Auditório da Escola Profissional Amar Terra Verde, Vila Verde A entrada é livre mediante inscrição prévia/ obrigatória. As inscrições podem ser realizadas, até cinco dias antes da respectiva peça, por telefone ou por e-mail para o seguinte contacto: REAPN - Núcleo Distrital de Braga Tel: 253 331 001 E-mail - braga@reapn.org

segunda-feira, 17 de maio de 2010

A Integração Social dos Emigrantes

[clicar nas imagens para aumentar]
«O Núcleo Distrital de Évora da REAPN promove, com a colaboração do ACIDI, no dia 24 de Maio de 2010, a Acção de Formação “A Integração Social dos Imigrantes”. Esta acção irá decorrer nas instalações do Núcleo tendo início previsto para as 9h15m. Os interessados em participar deverão inscrever-se até dia 20 de Maio , enviando a ficha de inscrição, correctamente preenchida para os contactos do Núcleo Distrital de Évora. Será dada prioridade às inscrições dos Associados da REAPN e à ordem de chegada das mesmas.» Mais informações podem ser solicitadas através do e-mail evora@reapn.org

Crise dificulta combate ao trabalho infantil

«O pior já passou, mas as ‘ondas de choque’ provocadas pela crise financeira e económica continuam a sentir-se a nível mundial. Diz a Organização Internacional do Trabalho que, por causa da recessão, o combate ao trabalho infantil pode tornar-se mais difícil. É uma das conclusões que fazem parte de do estudo ‘Acelerar a acção contra o trabalho infantil’, que está neste momento sobre a mesa, em Haia. Na cidade holandesa, estão desde ontem reunidos representantes de 80 países com o objectivo de discutir medidas que permitam erradicar o trabalho infantil em todo o mundo. O documento da Organização Internacional do Trabalho – a base de trabalho do encontro - traça um perfil daquilo que é o fenómeno do trabalho infantil em todo o mundo. De acordo com os dados de 2008 (os últimos dados disponíveis), há mais de 215 milhões de crianças vítimas de trabalho infantil em todo o mundo – um número, ainda assim, tem vindo a diminuir desde 2004. No relatório, são apontadas as grandes tendências no que toca ao trabalho infantil por todo o globo. O SAPO dá-lhe agora conta das principais conclusões: Numa análise aos dados apresentados no relatório, a Organização Internacional do Trabalho destaca que, ao actual ritmo de diminuição do trabalho infantil, será difícil atingir a principal meta definida pela organização até 2016, que passa por eliminar as piores formas de trabalho infantil. Embora o trabalho infantil tenha vindo a diminuir desde 2004, o ritmo desse decréscimo tem sido cada vez menor – e a Organização Internacional do Trabalho admite que a crise económica a nível mundial conduza a um abrandamento desse combate. Consulte aqui o relatório na íntegra. Fonte: aqui

Seminário de Boas Práticas

«Realiza-se ainda enquadrado na Feira da Cidadania um Seminário de Boas Práticas de Intervenção Comunitária que se pretende seja um espaço de reflexão e debate sobre as práticas e estratégias desenvolvidas por Instituições e/ou personalidades que actuam nas diversas esferas do desenvolvimento social. Em 2010 o IV Seminário de Boas Práticas de Intervenção Comunitária terá lugar a 28 de Maio no Auditório Municipal de Lagoa e este ano associa-se, como não poderia deixar de ser, à temática do Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social».

Acção de formação

«O projecto de apoio ao Empreendedorismo Feminino, esta a ser dinamizado no âmbito da actividade do Cd’CA - Centro de Cidadania Activa, com financiamento do POPH – Eixo Igualdade de Género e visa reforçar os percursos de suporte a mulheres com pré-projectos de criação da sua iniciativa económica , através de um percurso integrado que envolve: Fase I – Acção de formação associada a trabalho de auto-estudo da ideia/projecto de negócio; Fase II - Consultoria pós formação com vista à criação e/ou sustentabilidade Fase III – Dinâmicas de suporte à criação de redes entre empresárias (inter-empresas). Temos consciência que estas formações não conduzem necessariamente para cada mulher à criação de uma empresa, com efeito, a nossa experiência e diversos estudos europeus, demonstram que (principalmente em ambiente urbano) parte das mulheres que seguem estes percursos acabam por encontrar empregos que, respondendo aos seus objectivos, são menos arriscados do que a criação de uma empresa. Deste modo, o facto da candidatura à consultoria constituir uma segunda fase da candidatura a este projecto, é para nós um sinal de consistência e realismo no processo.» Local de realização – Centro de Cidadania Activa – Rua João Eloy do Amaral, 140 - Setúbal Mais informações: SEIES Telef. 265 547 450 Fax 265 547459 seies@mail.telepac.pt

Estafeta contra a pobreza passou por Coimbra

Alunos andam 1800 KM «Cansado, mas sem dar parte de fraco. Quase como um verdadeiro atleta, João Fernandes, de 12 anos, correu ontem contra a pobreza e exclusão social. Como ele, outros colegas da Escola Básica dos 2.o e 3.o ciclos de Ceira levaram, de mão em mão, a mensagem que está a percorrer o país, desde o dia 13 de Abril. A estafeta nacional “Pobreza e Exclusão: Eu passo!” saiu de manhã de Aveiro e, na chegada à Mealhada, os “atletas” passaram o testemunho aos colegas de Coimbra, que percorram o percurso até ao Choupal, de onde partiu uma caminhada em direcção ao Parque Verde do Mondego. Aí, os participantes eram aguardados por algumas dezenas de pessoas. As mais entusiastas eram as professoras da turma PIEF (Programa Integrado de Educação e Formação), que não se cansaram de incentivar os estudantes: «E salta PIEF e salta PIEF, olé, olé!». À cabeça do pelotão, o Rui era o “fiel depositário” do testemunho, que depois passou para as mãos do governador civil de Coimbra, Henrique Fernandes, que por sua vez o entregou a Mário Ruivo, director do Centro Distrital de Segurança Social. Num instante, o “canudo” passou por todas -ou quase todas – as pessoas que se concentraram no Parque Verde para assistir à chegada dos participantes. Quando a estafeta traçar a meta, no dia 21 de Maio, em Lisboa, terão sido percorridos cerca de 1800 quilómetros por mais de dois mil alunos, que integram as 142 turmas PIEF, a que se foram juntando alguns colegas e outras entidades da área social. Inserida nas comemorações do Ano Europeu da Luta Contra a Pobreza e Exclusão Social, a iniciativa está a ser organizada pelo Programa para a Inclusão e Cidadania (PIEC), com a coordenadora regional Elisabete Fontes a lembrar a importância dos mais novos. Depois da estafeta virtual, que marcou o início da reflexão em torno do tema, a cada quilómetro percorrido na estrada, a mensagem vai ganhando novos contributos. «O pouco que cada um possa fazer é muito», sublinhou Elisabete Fontes, realçando que na passagem por cada um dos distritos há uma atenção especial na divulgação das medidas e respostas locais existentes no que respeita ao combate à pobreza e à exclusão social. E porque esta acção conta com a participação activa de jovens que, de algum modo, estão num cenário de risco social, há uma especial chamada de atenção para a importância da escola, por isso, nas dezenas de camisolas que andam a percorrer o país pode ler-se “O abandono escolar precoce é sinal de pobreza”. Terminada a “prova” de Coimbra, a próxima paragem acontece em Torres Novas, onde serão percorridos 100 quilómetros por estudantes da Escola Prática de Polícia, com a estafeta a entrar na “recta final” em Abrantes e Santarém até à meta de Lisboa.» Fonte: Diário de Coimbra

"Precisamos de uma Europa mais unida e mais solidária"

"Precisamos de uma Europa mais unida e mais solidária"

Pobreza e exclusão social em debate

«Tendo em conta a importância desta temática, o Município de Ílhavo decidiu associar-se a esta iniciativa, dando o seu contributo para o reforço da participação de todos os segmentos da sociedade civil na luta contra a pobreza e a exclusão social, reflectindo sobre as intervenções mais convencionais e reinventando abordagens de acção nas redes de solidariedade já existentes, com vista a uma intervenção cada vez mais eficaz e sustentável. Com este objectivo, vai ser realizado, no próximo dia 28 de Maio, no Auditório do Museu Marítimo de Ílhavo, um Seminário subordinado a esta temática, dirigido à Comunidade em geral e, em especial, aos Dirigentes e Técnicos das IPSS’s e Entidades Públicas. As inscrições encontram-se abertas até ao dia 21 do mesmo mês (limitadas à capacidade do Auditório do Museu Marítimo de Ílhavo). Todas as Fichas de Inscrição deverão ser remetidas com cheque (no valor de 10,00 Euros para o Público em geral e no valor de 5,00 Euros para Estudantes), dirigido à ordem do Município de Ílhavo (NIF: 506 920 887), Av. 25 de Abril, 3830-044 Ílhavo. Estamos certos que Seminário irá contribuir para o enriquecimento pessoal e profissional de todos quantos venham a integrar a iniciativa.» Fonte: aqui.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

V Jornadas Sociais

Inscrições gratuitas até 29 de Maio.
Mais informações:
Câmara Municipal de Lousada Pr. Dr. Francisco Sá Carneiro Apartado 19 4624 -909 Lousada cm-lousada@cm-lousada.pt Telefone: 255 820 500

Ano Europeu também vai ao Rock in Rio

«No âmbito do protocolo Escola Solar, estabelecido com a Better World, foi cedido ao ISS, I.P. um espaço para estar representado no festival Rock in Rio. Tendo em conta que se trata de um evento com uma grande adesão de público e também com uma grande exposição mediática, considerou-se ser importante que estivesse representado o Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, como forma de passar as mensagens e objectivos do AECPES a um vasto público. Assim, nos dias 21, 22, 27, 29 e 30 de Maio de 2010, o Ano Europeu estará presente através de um stand muito especial, tendo como principal objectivo promover a responsabilização e mobilização do conjunto da sociedade no esforço de erradicação de situações de pobreza e exclusão. Visite-nos!» Fonte:e-Newsletter AECPES

Pobreza e Exclusão: Eu Passo, continua a passar...

«Constância recebe a Estafeta de Combate à Pobreza e Exclusão Integrado no Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, o Programa para a Inclusão e Cidadania (PIEC) está a realizar, a nível nacional, a Estafeta Passar o Testemunho Contra a Pobreza e a Exclusão Social, cujo tema é “Pobreza e Exclusão: Eu Passo!”, uma iniciativa que conta com a participação dos alunos do Programa Integrado de Educação e Formação (PIEF). A Estafeta está na rua desde 13 de Abril e terminará a 21 de Maio, percorrendo o país – em 37 dias - de norte a sul, do litoral ao interior, num total de 1800 Km. No Concelho de Constância, a Estafeta “Pobreza e Exclusão: Eu Passo!” atravessará a vila de Constância – pela Estrada Nacional 3 - no próximo dia 18 de Maio, previsivelmente entre as 14h00 e as 15h00, pelo que os interessados poderão aguardar os participantes junto à ponte sobre o rio Zêzere. A etapa deste dia tem início em Torres Novas e termina em Abrantes. Por indicação da Comissão organizadora, todos os que queiram integrar a iniciativa deverão vestir uma t-shirt preferencialmente de cor vermelha, ou branca. Certos de que o concelho de Constância não ficará indiferente à Pobreza e à Exclusão Social, o município convida todos os interessados a participarem na estafeta aquando da sua passagem pelo concelho e a acompanhar a mesma até Abrantes, local de chegada da etapa onde decorrerão diversas actividades. Para mais informações ou esclarecimentos poderão os interessados contactar os Serviços de Educação, Saúde e Acção Social do Município, através do telefone 249 730 050 (ext.149), ou via correio electrónico para edu.social@cm-constancia.pt.» Fonte: O Navegante

aProxim'Arte

«A associação Teatro Experimental de Lagos (TEL) vai realizar um ciclo de tertúlias por ocasião do Ano Europeu da Luta Contra a Pobreza e Exclusão Social, no âmbito de um projeto comunitário para integração de jovens em risco. A 21 de Maio serão discutidos "os programas de combate ao Abandono Escolar e Exclusão Social" e a 18 de Junho o tema será "O papel das organizações e a sua importância enquanto fator de Coesão Social", explicou a TEL. "O projeto aProxim'Arte, do programa (comunitário) Escolhas 4ª geração, pretende contribuir para uma melhor integração e sucesso escolar de jovens em risco de exclusão social e uma mobilização e participação cívica na comunidade dos destinatários e beneficiários, através de uma maior e diversificada oferta cultural, artística e formativa", explicou ainda o TEL. Fonte: Agência Lusa 13 de Maio de 2010 09:25

Escassos Caminhos

CONVITE « O Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e as Edições Afrontamento têm o prazer de convidar V. Exa. para a sessão de apresentação do livro de Eduardo Vítor Rodrigues, "Escassos Caminhos - Os Processos de Imobilização Social dos Beneficiários do Rendimento Social de Inserção". A sessão terá lugar no dia 27 de Maio, quinta-feira, pelas 21 horas, no Anfiteatro Nobre da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Via Panorâmica, s/n. A Obra será apresentada pelo Dr. Fernando Nobre, Presidente da AMI. »

Práticas de intervenção para a inclusão social

O seminário "Práticas de intervenção para a inclusão social" em Vila Nova de Faia tem lugar no auditório do Parque Tecnológico de S. Félix da Marinha, no próximo dia 31. Programa: 09h00 – Recepção dos Participantes 09h30 – Sessão de Abertura D. Maria Amélia Traça, Vereadora do Pelouro de Acção Social Saúde e Emprego Dr. Luís Cunha, Presidente do Centro Distrital de Segurança Social Dr. Mira Paulo, Director do Cento de Emprego de Vila Nova de Gaia Sr. Joaquim Almeida, Presidenta da Junta de Freguesia de S. Félix da Marinha Sr. Joaquim Moreira Vaz, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Gaia 1.º PAINEL – “TRABALHAR PARA A INCLUSÃO” Moderador: Dr.ª Palmira Macedo 09h45 – Rendimento Social de Inserção/Intervenção das Equipas dos Protocolos Dr.ª Lurdes Castro - Coordenadora do Rendimento Social de inserção nos Núcleos Locais de Intervenção de Vila Nova de Gaia do ISS,I.P 10h15 – Iniciativa Emprego 2010 Dr. Mira Paulo – Director do Centro de Emprego de Gaia 10h45 – Pausa para café 2.º PAINEL – “O IDOSO EM MOVIMENTO” Moderador: Professor Doutor Américo Mendes 11h00 – “Não Estás Só” – Projecto de Animação e Lazer com Pessoas Acamadas Professor Walter Almeida com um grupo de Estagiárias do Curso de Educação Social da Escola Paula Frassinetti Projecto desenvolvido na Associação de Socorros Mútuos Nossa Senhora da Esperança de Sandim 11H30 – “Projecto da Universidade de Aveiro para a 3.ª Idade”: estudo realizado pela Universidade Aveiro na Associação de Socorros Mútuos Nossa Senhora da Esperança de Sandim Professor Inácio Martin com alunos do Curso de Gerontologia da Universidade de Aveiro 12H00 – “Projecto de Intervenção nas enfermarias de um lar” – Lar Santa Isabel Dr.ª Ana Luísa Braga – Directora Técnica do Lar Santa Isabel 12h30 – Debate 13h00/14h30 – Intervalo para Almoço 3.º PAINEL –“INCLUSÃO E CIDADANIA” Moderador: Dr. António Baptista 14h30 – “Estratégias de Intervenção com Crianças e Jovens” Dr.ª Sara Ramos – Coordenadora do Projecto Mais Jovem do Programa Escolhas em Olival 15H00 – “Experiências fora de horas: percursos com pais” Dr.ª Dulce Coutinho – Directora geral da APPACDM Gaia 15h30 – Pausa para café 15h45 – “ Os Limites das Politicas de Desenvolvimento” Dr. José Queiroz – Coordenador Executivo da Agencia Piaget para o Desenvolvimento “Perto de ti matas, Longe de ti eu morro” Dr. Pedro Machado – Projecto Girugaia “Sexo Indoor: Estratégias de Aproximação” Dra. Isabel Soares – Porto G “O Lúdico nos Processos de Crescimento” Dra. Joana Antão – Projecto Gis 16h15 – “A Luta Contra a Pobreza em Territórios Urbanos” Dr. Sérgio Araújo – Coordenador do Contrato de Desenvolvimento Social de Vila Nova de Gaia: Vila D’Este e Zonas Envolventes – AGIR XXI 17h15 – Debate 17h30 – Sessão de Encerramento Mais informações: Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia Departamento Municipal de Acção Social e Saúde Dr.ª Olivia Rito Rua Alvares Cabral 4430-017 Vila Nova de Gaia Telefone: 22 3742915 Fax: 22 3742917

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Fique furioso: há fome crónica no mundo!

Se não puder fazer mais nada fique furioso e assine ESTA petição. A campanha internacional contra a fome foi lançada terça-feita passada.

Hoje, na abertura da 27ª Conferência Regional da FAO, Jacques Diouf, disse que nos últimos dez anos, a Europa e a Ásia Central alcançaram, graças ao papel fundamental da agricultura, um êxito assinalável no combate à pobreza e à insegurança alimentar. O director geral da FAO afirmou, ainda, que a actual conjuntura económica pode ameaçar o processo.

Durante o encontro, a decorrer em Yerevan , na Arménia, Difou disse, também, que desde 1998, cerca de 50 milhões de pessoas na Europa e região da Ásia Central conseguiram sair da pobreza, considerando o facto um exemplo notável de sucesso na luta contra a pobreza e a insegurança alimentar. "Na Ásia Central, o número de pessoas que sofrem de fome caiu de 38 por cento [dos 9,3 milhões em 2000-2002] para 5,8 milhões, em 2004-2006", afirmou Difou, acrescentando que a história mostrou "não haver motor mais potente para estimular o crescimento e erradicação da fome e da pobreza do que o investimento na agricultura". Fonte: aqui

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Alimente esta ideia!

Campanha de Recolha de Alimentos do Banco Alimentar Contra a Fome – Porto 29 e 30 de Maio (sábado e domingo). Inscreva-se como voluntário. Banco Alimentar Contra a Fome – Porto Contactos para voluntários: Alda Maia Rosa alda.rosa@bancoalimentar.pt campanhasbancoalimentarporto@gmail.com 229983141

IV Mostra Social da Maia

A IV MOSTRA SOCIAL DA MAIA, decorre entre os dias 20 e 22 de Maio de 2010, no Parque Central daquela cidade. De acordo com a organização, "este evento surge com o objectivo de mobilizar e envolver a comunidade em geral na minimização das assimetrias sociais". Neste contexto e dado 2010 ser o Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, o seminário intitulado “ O Emprego como Instrumento de Combate à Pobreza ”, terá lugar dia 20 de Maio, no auditório da Venepor. Mais informação pode ser solicitada através da divisão de Acção Social e Habitação da Câmara Municipal da Maia.

Um dia no bairro

É já no próximo dia 15 de Maio, das 11 à 18 horas, que tem lugar a Feira Comunitária do Bairro de Aldoar, no Porto. A iniciativa é organizada pelo CLDS de Aldoar, residentes do Bairro de Aldoar, Associação de Ludotecas do Porto, Escola Segunda Oportunidade de Matosinhos, Centro Novas Oportunidades do CEFPI e Fundação Cupertino Miranda. Mais informações podem ser solicitadas através do e-mail clds.aldoar@gmail.com

terça-feira, 11 de maio de 2010

REAPN no Dia da Europa

A REAPN esteve presente no Dia da Europa. Este ano, o evento decorreu em Matosinhos. Na imagem as sociólogas Maria José Vicente e Paula Cruz, da REAPN.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Mais de 400 pessoas em Beja

Mais de 400 pessoas estiveram presentes no Seminário Ibérico,em Beja, no passado dia 30 de Abril. Inserido nas comemorações do Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social, o encontro, organizado pelo Núcleo Distrital de Beja da REAPN em parceria com outras instituições, mereceu a atenção de um público muito heterogéneo. De acordo com João Pereira Martins, coordenador daquele Núcleo da REAPN, importa salientar «que de entre as várias conclusões retiradas deste seminário, se considerou ainda que a Pobreza, é um fenómeno geralmente associado aos baixos rendimentos, ou à ausência dos mesmos, à fome, “falta de um tecto”, desemprego, pobreza envergonhada, apresentando outras faces e características: ódio; ofensa; discórdia; dúvida; erro; desespero; tristeza; ausência de ideais; baixa auto estima; degradação da célula familiar; medo; arrogância; prepotência; inveja; degradação moral; hipocrisia; passar a vida a dizer mal dos que nos rodeiam, no emprego, na vizinhança; não olhar a meios para atingir os fins; ver o dinheiro e o poder como únicos objectivos de vida; corrupção; tentar preencher o vazio da alma com o consumismo, materialismo e pequenos prazeres efémeros; a demissão do papel de educadores por parte dos pais que deixam para a escola essa função; a exploração dos que estão em situação de fragilidade; a desresponsabilização de muitos patrões, mas também de muitos empregados; fosso cada vez maior entre os mais ricos e os mais pobres». Promover a criação de emprego e de empresas que dignifiquem a pessoa, «apostando na qualificação técnica e moral do ser humano», foi um dos caminhos apontados. «No que se refere à criação de emprego, António Silvestre, da Herdade Vale da Rosa, defendeu que o Alentejo é uma das melhores regiões do mundo para produzir agricultura competitiva, considerando os novos desafios e oportunidades geradas pelo Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, o novo aeroporto de Beja e, ainda, o Porto de Sines. No âmbito desta intervenção, salientou-se a enorme importância da actividade agrícola, tanto do ponto de vista social como do ordenamento do território, contribuindo para a fixação da população e criação de emprego. No que concerne a mecanismos de apoio à constituição de empresas, salientam-se as apresentações da Bolsa de Valores Sociais em Portugal, das associações Coração Delta,de Direito ao Crédito e à Criação de Valor e, ainda, a intervenção do vice presidente do Instituto de Emprego e Formação Profissional, Alexandre Rosa. Todas estas intervenções foram no sentido de demonstrar que é possível acreditar, apoiar causas e gerar o próprio emprego, criando riqueza. A sessão de encerramento esteve a cargo do director da Segurança Social de Beja.

Alargamento de prazo para candidaturas

O próximo dia 14 de Maio é a nova data para entrega de projectos ao QUALIS II/Alentejo.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

É já no próximo Domingo!

«Numa iniciativa conjunta da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional Norte (CCDR-N), do Programa Operacional Regional do Norte 2007/2013 ("ON.2 – O Novo Norte") e do Centro Português de Fotografia (CPF), com o apoio da Representação da Comissão Europeia em Portugal, será lançado no âmbito das comemorações do Dia da Europa, no próximo dia 9 de Maio, pelas 10h00, em Matosinhos, o concurso de fotografia “Zoom Europa – Eu Região, Nós Europa”, dirigido especialmente a jovens da Região do Norte. A iniciativa porá a concurso imagens originais com referência directa ou indirecta, alusiva ou simbólica, à Europa na Região do Norte, apresentadas por residentes com um máximo de 26 anos, e tem em vista uma sensibilização pública para a realidade regional da construção europeia e das políticas de coesão e solidariedade da União. O arranque do concurso será realizado com a campanha de lançamento “100 imagens pela Europa”. Aos 100 primeiros participantes, cujas imagens sejam entregues e admitidas no stand que será montado em frente à Câmara Municipal de Matosinhos, no dia 9 de Junho, será atribuída uma máquina fotográfica como prémio de participação. O concurso será encerrado a 10 de Junho, Dia de Portugal, devendo o envio das imagens ser feito de acordo com o regulamento disponível em www.zoomeuropa.blogspot.com , para o e-mail zoomeuropa@ccdr-n.pt».

Prestação de cuidados a pessoas idosas e a dependentes

A 7ª edição do curso "Prestação de cuidados a pessoas idosas e a dependentes", passará a decorrer aos sábados, das 9.30h-12.30h e 13.30h-16.30h, nas instalações da Junta de Freguesia do Campo Grande, em Lisboa, com início a 29 de Maio de 2010. Para qualquer esclarecimento adicional, por favor, contactar: Associação Portuguesa de Psicogerontologia Endereço: Avenida Miguel Bombarda, nº 117, 1º andar; 1050-164 Lisboa Telf: 213 546 933 Fax: 213 156 116 Url: http://www.app.com.pt E-mail: appsicogerontologia1@gmail.com

Gestão de Remunerações

CONVITE conferêcia ‘Gestão de Remunerações’, organizado no âmbito do ciclo de conferências do Mestrado em Sociologia. Mais informações: Marta Leal Craveiro Sector de Formação Contínua FACULDADE DE LETRAS U.P. Via Panorâmica s/nº, 4150-564 Porto Telf. 22 607 71 52 / Fax. 22 607 71 73 Email: mcraveiro@letras.up.pt

quinta-feira, 6 de maio de 2010

A Pobreza e a Família

[clicar nas imagens para aumentar]
No próximo dia 14 de Maio, no auditório do Colégio do Espírito Santo, na Universidade de évora terão lugar os encontros temáticos subordinados ao tema “A Pobreza e a Família: Debilidades e Modelos de Intervenção” Promover o questionamento das abordagens e metodologias, junto das famílias, bem como divulgar o trabalho em rede e em parceria entre instituições é o grande objectivo da iniciativa. Valor da Inscrição: Associados REAPN: 10€ / Não Associados REAPN: 20€ Data Limite de Inscrição: 10 de Maio Informações e Inscrições: Núcleo Distrital Évora da REAPN Rua Frei José Maria Évora n.º 25 Urb. Vila Lusitano 7005-495 Évora Tel: 266 731 141 Fax: 266 747 955 E-mail: evora@reapn.org

Emprego - Direito a um Trabalho Digno

CONVITE "O Instituto da Segurança Social, I.P. no âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social (AECPES), tem o prazer de convidar V. Exa. para estar presente no Seminário "Emprego - Direito a um Trabalho Digno" que irá realizar-se nos dias 17 e 18 de Maio no Auditório do Montepio Geral, sito na Rua do Ouro, 219, Lisboa. Contamos consigo e solicitamos a divulgação deste Seminário. A entrada é gratuita, com inscrição obrigatória até 13 de Maio. Confirme a sua presença enviando os dados (nome, telefone e e-mail) para os seguintes contactos: Telef. 21 318 49 89 E-mail: ISS-CRC@seg-social.pt

Dia Internacional da Família

No próximo dia 15 de Maio, a Associação para o Planeamento da Família (APF) do Alentejo, comemora o Dia Internacional da Família, através da dinamização de várias actividades lúdicas, entre as 10h e as 17h30, no Parque Infantil, em Évora. Ao longo do dia, miúdos e graúdos podem participar gratuitamente em aulas de preparação para o parto, ginástica para bebés, pintura, fotografia, workshops, artes circenses, jogos tradicionais, circuitos para triciclos e bicicletas, entre outras actividades. Este evento conta com uma alargada rede de parcerias que contribui para esta diversidade. Recolha de bens contribui para ajudar outras crianças Para assinalar esta data serão também recolhidas roupas, brinquedos e outros bens para crianças com idade inferior a 3 anos. Estes artigos vão aumentar o banco de bens da APF, integrado no projecto Mamãs com Futuro. Este projecto visa alargar o apoio e mecanismos de promoção e integração social das mães jovens, adultas, crianças e respectivas famílias, abrangidas pelo trabalho da APF no contexto da gravidez, maternidade adolescente e consequente reorganização da vida familiar para a inclusão social. Desde 2002 que a APF Alentejo desenvolve actividades de promoção da maternidade e paternidade. Destas actividades destacam-se a preparação para o parto e a recuperação pós-parto, massagens para bebés, formação parental, amamentação e aconselhamento em saúde sexual e reprodutiva. Estas são dirigidas à comunidade em geral, dando especial atenção às famílias em risco de exclusão social, cultural ou económica. » Para mais informações contactar: Sara Nasi Pereira 266 785 018 (10h-18h) espacoapf@sapo.pt

Encontros para a inclusão

«A Câmara Municipal de Esposende numa organização conjunta com o Instituto da Segurança Social - Centro Distrital de Braga e outros parceiros, está a promover ENCONTROS PARA A INCLUSÃO SOCIAL 2010, como mais uma forma de assinalar o Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social. O programa é constituído por duas iniciativas, dirigidas a diferentes públicos: no dia 14 de Maio durante a manhã, realizar-se-á um Seminário subordinado ao tema “Pobreza e Exclusão Social - Desafios para a Intervenção Social”, e no dia 15 de Maio a comemoração do Dia Internacional da Família com actividades lúdicas e recreativas. O Seminário “Pobreza e Exclusão Social - Desafios para a Intervenção Social” visa sensibilizar os profissionais e a comunidade em geral, para a importância da intervenção social junto das famílias multiproblemáticas. As inscrições para a participação no seminário efectuam-se no site www.cm-esposende.pt, até ao próximo dia 10 de Maio.» Câmara Municipal de Esposende 4740-203 Esposende Tel. +351 253 964903 Fax. + 351 253 964904 accaosocial@cm-esposende.pt

quarta-feira, 5 de maio de 2010

III Seminário Internacional do CESSS

III Seminário Internacional do CESSS - SOCIAL WORK FACING POVERTY AND SOCIAL EXCLUSION IN TIMES OF UNCERTAINTY. A ter lugar nos dias 27 e 28 de Maio de 2010 na Universidade Católica Portuguena, em Lisboa. O CESSS (Centro de Estudos de Serviço Social e Sociologia) associa-se, deste modo, às iniciativas do Ano Europeu de Luta Contra a Pobreza e a Exclusão Social. O programa do evento e a respectiva ficha de inscrição podem ser encontrados aqui. Programa AQUI.